domingo, fevereiro 11, 2007

Skipark de Vila Nova de Famalicão

.

A criação do "skipark", uma estrutura cuja superfície simula a neve natural, permitindo a prática de desportos de Inverno em qualquer época do ano, previsto para as traseiras do empreendimento comercial Lago Discount, em Ribeirão, obteve luz verde do executivo camarário, podendo avançar em moldes diferentes dos anteriormente projectados.

A Câmara Municipal deliberou na passada quarta-feira, dia 7 de Fevereiro, proceder à alienação da parcela de terreno com uma área total de 11.500 m2, cujo desnivelamento se revela apropriado para, em condições ideais, receber este tipo de equipamento desportivo.

Sobre este mesmo terreno e tendo em vista aquele fim, a autarquia já em 23 de Novembro de 2005, havia deliberado celebrar um contrato de arrendamento pelo período de 10 anos, mediante o pagamento de uma renda mensal de 1.500,00 €.

A empresa, porém, por razões ligadas ao financiamento do empreendimento onde lhe era exigida uma garantia real, acabaria por não avançar com o projecto, propondo-se agora a adquirir o terreno pelo valor pecuniário de 100.000,00 €, acrescidos de um conjunto de benefícios de marketing e publicidade institucional ao Município pelo prazo de 10 anos, contrapartidas estas avaliadas em 490.000,00 €.

Com uma localização privilegiada, beneficiando da proximidade da Estrada Nacional 14 e do nó de ligação às auto-estradas A3, que liga o Porto a Braga, e A7, que liga Guimarães à Póvoa de Varzim, o futuro Skipark de Vila Nova de Famalicão terá apenas como concorrente igual infra-estrutura já existente na localidade de Manteigas, na Serra da Estrela.

Dada a proximidade do concelho famalicense com grandes cidades, como Braga, Porto, Guimarães, Viana do Castelo, Barcelos, entre outras, é expectável que este equipamento venha a receber cerca de 30 mil pessoas por ano.

De acordo com o projecto, o edifício principal que albergará todos os serviços administrativos e armazém de equipamentos, será instalado no nível do parque de estacionamento. Descendo para um primeiro nível do terreno, será o acesso às pistas. A pista principal contará com uma largura de 30 metros e terá um comprimento de cerca de 120 metros, terminando na cota inferior do terreno.

A proposta segue agora para a Assembleia Municipal para efeitos de autorização da desafectação daquela parcela de terreno do domínio público municipal para o domínio privado e sua venda.

Sem comentários: