domingo, fevereiro 25, 2007

Contratos-Programa de Desenvolvimento Desportivo para três colectividades

.

.



A Associação Desportiva Oliveirense, o Grupo Desportivo de Joane e o Riba de Ave Hóquei Clube, vão celebrar Contratos-Programa de Desenvolvimento Desportivo com a Câmara Municipal.

A proposta foi aprovada na reunião do executivo camarário de quarta-feira, dia 21 de Fevereiro, envolvendo para o efeito a transferência global de 215.000,00 € por parte da autarquia.

Os Contratos-Programa de Desenvolvimento Desportivo dizem respeito à presente época desportiva (2006-2007) e destinam-se em exclusivo, a apoiar os escalões de formação daquelas associações.

A Associação Desportiva Oliveirense, fundada em 20 de Abril de 1952, foi contemplada com a verba de 85.000,00 €. Esta colectividade movimenta 225 atletas nos escalões de formação, divididos pelos Juniores, Juvenis e Iniciados, todos a disputar os Campeonatos Distritais da Associação de Futebol de Braga, e ainda os Infantis e as Escolinhas, ambos em competições não filiadas.

O Grupo Desportivo de Joane, fundado em 10 de Junho de 1930, receberá a verba de 110.000,00 €. Ao todo são 157 atletas nos escalões de formação, entre Juniores e Juvenis, ambos nos Campeonatos Distritais da A.F. Braga e Escolinhas (competição não filiada).

Por fim, o Riba de Ave Hóquei Clube, foi contemplado com a atribuição de um apoio financeiro de 20.000,00 €. Fundado em 28 de Janeiro de 1972, esta colectividade movimenta 85 atletas entre Juniores (Campeonato Nacional) Juvenis, Iniciados e Infantis, todos a disputarem os Campeonatos Regionais da Associação de Patinagem do Minho, e Escola de Patinagem (competição não filiada).

Na base da atribuição destes subsídios e celebração dos correspectivos contratos está o facto de estas instituições desenvolverem uma intensa actividade no fomento da prática desportiva, prestando, por essa via relevantes serviços aos jovens residentes na área do Município de Vila Nova de Famalicão.

Na verdade, estas associações cumprem uma verdadeira função social, já que ao acolherem centenas de jovens que, desde muito novos, praticam uma modalidade desportiva, estão a contribuir para a sua formação física e mental, ocupando de uma forma saudável os tempos livres daqueles.

Atendendo à entrada em vigor da nova Lei de Bases da Actividade Física e do Desporto, e tendo em vista o seu cumprimento, todas estas colectividades fizeram prova do cumprimento das suas obrigações fiscais e para com a segurança social.

Sem comentários: