sexta-feira, agosto 31, 2007

2ª Super Especial de Famalicão - Conferência de Imprensa

.

Vítor Martins (Organização), Carlos Cruz (Chefe da Secção de Desportos Motorizados do Futebol Clube do Porto), Jorge Paulo Oliveira (Vereador do Desporto) e Rogério Costa (Organização) apresentaram na manhã de hoje, no Parque da Juventude, em conferência de imprensa, a 2ª Super Especial de Famalicão que irá decorrer na tarde de Domingo do dia 16 de Setembro.

Texto da Conferência

A promoção directa e o apoio à realização de eventos desportivos que possam ir de encontro às diferentes aptidões e gostos desportivos dos famalicenses, sempre foi um dos vectores fundamentais em que assenta a Politica Desportiva Municipal.

Cobrindo a maior diversidade possível de modalidades, essa aposta não poderia deixar de fora o desporto motorizado, não faltando razões que justificam o empenhamento que a autarquia, ao longo dos anos, tem colocado neste domínio.

Vila Nova de Famalicão é uma terra onde os automóveis, em geral, e o desporto motorizado, em particular, são alvo de um carinho muito próprio, que tem motivado um elevado numero de eventos que tanto dignificaram este desporto,

É sobejamente conhecido, no país, pelo elevado número de apaixonados e de praticantes do desporto automóvel que ostenta,

Ocupa um lugar de relevo na história do automóvel e do desporto automóvel em Portugal.

Longe de sermos exaustivos, nunca nos cansaremos de repetir:
.
Que, em 1919, a “Berliet”, uma das primeiras representações nacionais de automóveis, instalou-se no nosso concelho;
.
Que, em 1933, daqui partiu a primeira equipa lusitana a participar no mítico Rally de Monte Carlo;
.
Que, desde muito cedo, o nosso concelho foi palco de provas do desporto automóvel, com a saída para a estrada, em 1933, do primeiro Rali de Famalicão, 22 anos antes do aparecimento do campeonato nacional;
.
Que, em 1946, aqui nasceu a primeira fábrica de pneus em Portugal;
.
Que, em 1972, o primeiro Troféu Nacional inserido no Campeonato Nacional de Ralis e precursor de tantos outros que se lhe seguiriam, foi criado por uma empresa instalada em Vila Nova de Famalicão.
.
É, por todas estas razões, que a Câmara Municipal esteve e continuará a estar na primeira linha dos patrocinadores deste grande evento do desporto motorizado, que projecta a modalidade, a cidade e o concelho de Vila Nova de Famalicão.

Obviamente que para isso, muito contribuí o facto da organização desta iniciativa pertencer à Secção de Desportos Motorizados do Futebol Clube do Porto, a cuja autarquia está ligada já lá vão 21 anos e que desde, o primeiro momento, fruto do elevada competência técnica, idoneidade e empenhamento dos seus dirigentes e colaboradores, sempre nos brindou com eventos de grande animação desportiva e social.

Em 2006, cerca de dez mil pessoas concentraram-se ao longo do percurso desta prova. Um número que superou a melhor das nossas expectativas.

Estamos convictos de que a 16 de Setembro, repetiremos esse feito, proporcionando aos famalicenses um evento que à imagem do ano passado, voltará a ficar marcado por uma enorme competitividade, espectacularidade e emotividade.

A prova pioneira do desporto motorizado, contará com a participação de 80 pilotos de várias gerações, entre os quais Miguel Campos, Joaquim Santos, Rui Azevedo, Rui Lages, Manuel Ferreira, Joaquim Jorge - que se sagrou vencedor da 1ª edição ao volante do seu Ford Escort RS, entre muitos outros.

O percurso a utilizar, em volta da zona escolar e desportiva de Famalicão, será muito semelhante ao de 2006, apenas sofrendo uma ligeira alteração, tornando-se agora um pouco mais extenso.

Os pilotos com diferentes carros, de diferentes gerações, irão percorrer um trajecto de 1,8 km, sempre em piso de asfalto, a velocidades alucinantes, mas sempre dentro de parâmetros de enorme segurança para pilotos e assistência.

Destaque este ano, para uma outra novidade. Além da disputa dos troféus para os cinco primeiros lugares, foi criado um prémio especial destinado ao melhor piloto famalicense em prova.

Anualmente este prémio assumirá uma denominação diferente, mas sempre homenageando figuras, instituições ou eventos ligadas ao desporto motorizado do concelho.

Em 2007, o melhor piloto famalicense levantará o “Troféu António Dias Costa”, um ilustre famalicense e conhecido piloto, referência incontornável do pioneirismo do automobilismo em Portugal.

Ao volante de um Citroen C6, foi ele o primeiro português a participar no Rally de Monte Carlo em 1933.

Vencedor do I Rali às Pedras Salgadas em 1932, a ele se deve a realização, em 1934, do primeiro Rali de Famalicão. Um êxito retumbante segundo as crónicas da época.

Mas muito mais haverá a contar sobre este famalicense e sobre a sua ligação aos automóveis e ao desporto motorizado o que faremos na publicação dedicada a este evento.

Estamos profundamente convictos que os famalicenses vão aderir a este evento, como aliás sempre o fizeram, pelo que a edição de 2007, da Super Especial Slallon de Famalicão, irá de novo saldar-se numa grande vitória do desporto automóvel e um sucesso enquanto oportunidade de convívio e ponto de encontro de gerações.

Foto: http://www.cm-vnfamalicao.pt/

domingo, agosto 26, 2007

Concurso Público para selecção de adquirentes no Loteamento Municipal Joaquim Malvar

.

Termina já no próximo dia 3 de Setembro o prazo limite para a formalização de inscrições dos interessados na aquisição de apartamentos (T2 e T3) ou moradias (T3 e T4), para habitação própria, no Loteamento Municipal Joaquim Malvar, no lugar de Pinheiral, na freguesia de Antas.

O respectivo concurso pode ser consultado na Divisão de Habitação da Câmara Municipal e ainda através da Internet para o endereço:
http://www.cm-vnfamalicao.pt/apoioaomunicipe/avisoseditais_hab.php

2ª Super Especial Slallon

.

As ruas contíguas à zona desportiva da cidade voltam a ser palco de uma prova de desporto motorizado, com a realização da 2ª Super Especial Slallon de Vila Nova de Famalicão, que ocorrerá na tarde de domingo, do próximo dia 16 de Setembro.

Depois do êxito que constituiu a 1ª Edição realizada o ano passado e que contou com a participação de 80 pilotos que levaram ao rubro os milhares espectadores presentes ao longo do trajecto de 1,5 km, a Secção de Desportos Motorizados do Futebol Clube do Porto em parceria com a Câmara Municipal, através dos Pelouros do Desporto e da Juventude, levam a efeito a 2ª edição desta prova onde a competição se aliará novamente ao puro divertimento, congregando várias gerações e carros de campeonatos muito diversos.

quarta-feira, agosto 22, 2007

“Pelos Trilhos de Camilo”

.

Com o apoio do Pelouro do Desporto, o Centro de Recreio Camiliano, sedeado na freguesia de Seide S. Miguel, organiza a 23 de Setembro, o 1º Raid BTT denominado “Pelos Trilhos de Camilo”.

De dificuldade física média-alta e dificuldade técnica média, o 1º Raid BTT tem um percurso de 45 Km, com partida pelas 09.00 horas, junto ao parque desportivo da JASP (Juventude Alegre de S. Paio), na freguesia de Seide, S. Paio.

No dia anterior, 22 de Setembro, o Centro de Recreio Camiliano, promove duas outras iniciativas para os amantes do ciclismo. O 2º Passeio de Cicloturismo numa distância aproximada de 50 Km, com inicio às 14.00 horas e uma corrida de “Roda Livre”, ambas com inicio no Parque junto à Igreja de Seide S. Miguel.

Obs: Para mais informações consultar
www.crc-famalicao.com

Oitenta jovens famalicenses na "Universidade Júnior"

.

Ao longo de todo o mês de Julho, oitenta jovens de Vila Nova de Famalicão que integraram o projecto “Universidade Júnior” promovido pela Universidade do Porto experimentaram a sensação de andar pelos corredores de uma universidade e de aprender a investigar e participar em actividades multidisciplinares.

Enquadrados em programas estruturados de acordo com a faixa etária, com a duração de uma semana, os jovens famalicenses com idades compreendidas entre os 10 e os 18 anos, deslocaram-se todos os dias até à Universidade do Porto em transporte cedido pela autarquia famalicense, percorrendo as salas de aula e laboratórios das 14 faculdades da Universidade, espaços habitualmente reservados a professores, estudantes e investigadores do ensino superior.

A iniciativa “Universidade Júnior” é o maior programa nacional de iniciação de jovens ao ambiente universitário permitindo aos seus aderentes “explorarem as áreas de que mais gostam através de um curso semanal baseado em experiências e jogos didácticos divertidos”.

O apoio do Pelouro da Juventude, tanto em termos logísticos como facultando o transporte aos alunos inscritos nas várias faculdades, reflecte a aposta da autarquia na formação superior dos jovens famalicenses e na motivação dos mesmos para estudarem mais e trabalharem mais nas áreas da sua preferência.

No distrito de Braga, e naquela que foi a sua terceira edição apenas as Câmaras Municipais de Vila Nova de Famalicão e de Barcelos, foram parceiros deste projecto.

OBS: imagem retirada de www. universidadejunior.up.pt

Casa da Juventude já em Setembro

.

Encontram-se na fase final as obras para a criação da Casa da Juventude na antiga Escola Primária do Castanhal, adjudicadas à empresa Vilacelos – Construções, Lda, cuja abertura está prevista já no próximo mês de Setembro.

Tratam-se de instalações provisórias, enquanto decorre um processo expropriativo do rés-do-chão do edifício da Família Sousa Fernandes, na Rua Adriano Pinto Basto, destinado a receber em definitivo esta infra-estrutura.

O agora novo espaço será dotado de um centro de documentação e de informação juvenil, videoteca, audioteca, espaço internet e salas polivalentes para reuniões das associações que não possuam sede, reuniões do Conselho Municipal de Juventude, workshops, acções de formação, exposições, etc …

A Casa da Juventude irá permitir o desenvolvimento e a ampliação de um vasto conjunto de acções e de medidas de politica municipal da juventude, oferecendo múltiplos serviços aos jovens, ao mesmo tempo que se colhe, da sua gestão, a experiência para aprimorar o modelo de gestão da futura e definitiva Casa da Juventude.

terça-feira, agosto 21, 2007

Autarquia assume custos das inscrições dos Escalões de Formação e do Futebol Feminino

.

A Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, assumiu o pagamento da inscrição de 1455 atletas, provenientes de 26 clubes do Município, nos Escalões de Formação de Futebol e de Futebol Feminino, junto da Associação de Futebol de Braga, relativo à época desportiva 2006-2007.

O custo de tais inscrições, que integram as despesas de seguro de cada um dos atletas, totaliza a quantia de 55.794,75 €

A deliberação camarária, tomada na passada sexta-feira, 17 de Agosto, abrange as seguintes colectividades:

Escalões de Formação - AD Oliveirense; AD Ninense; ADC Telhado; Bairro FC; Brufense AC; CD Lousado; CD Vilarinho; CRP Delães; CCD S. Cláudio; DC Arnoso Sta. Maria; DS Cosme; FC Famalicão; GD Cavalões; GD Joane; GD Ribeirão; GR Avidos e Lagoa; GD Fradelos; GD Fradelos; GD Louro; Operário FC; Ruivanense AC; SC Meães e Vitória FC.

Futebol Feminino – AD Oliveirense; ADR Mogege; FC Landim e ACR Social Ribeirão.

OBS: imagem extraída de
www.olhares.com

segunda-feira, agosto 20, 2007

Movimento Escutista acarinhado

.

No ano em que se celebra a passagem do 1º Centenário do Escutismo no Mundo, a Câmara Municipal deliberou na sua reunião da passada sexta-feira, 17 de Agosto, a atribuição de um subsidio de seis mil euros a favor do Corpo Nacional de Escutas – Junta de Núcleo de Vila Nova de Famalicão, destinado à apoiar as actividades regulares desta Instituição e os custos acrescidos com a sua participação no Acampamento Nacional (XXI ACANAC) em Idanha-à-Nova e no Jamboree Mundial, no Reino Unido.

Em Portugal, o Corpo Nacional de Escutas (inicialmente Corpo Nacional de Scouts) tem a sua génese no Distrito de Braga, no já longínquo ano de 1923.

Em Vila Nova de Famalicão, o Corpo Nacional de Escutas, representado pela sua Junta de Núcleo, integra actualmente 44 Agrupamentos, envolvendo mais de 3.500 escuteiros, cujo trabalho desenvolvido em prol da juventude, sempre foi credor do reconhecimento e apreço do Município razão pela qual a autarquia, desde sempre procurou contribuir para a valorização e ampliação do movimento no concelho.

OBS: Foto extraída de http://famalicao.braga.cne-escutismo.pt/pagina/index.html

sábado, agosto 18, 2007

Ocupação de Tempos Livres úteis à comunidade

.

Com idades compreendidas entre os 12 e os 25 anos, quarenta e dois jovens famalicenses, integrarão até ao final do mês de Agosto, os Projectos de Ocupação de Tempos Livres, promovidos pela Câmara Municipal em parceria com o Instituto Português de Juventude.

A Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, que através do seu Pelouro da Juventude, viu aprovadas quatro candidaturas, proporciona assim aos jovens famalicenses uma forma diferente de ocupar os seus tempos livres de Verão, potenciando a sua capacidade de intervenção e de participação social e cívica.

Participando em projectos que úteis à comunidade, os jovens famalicenses que integram estes programas, usufruem simultaneamente de novas experiências, adquirem novos conhecimentos e novas competências que, seguramente, alargarão o seu leque de interesses.

Desporto, Arqueologia, Protecção Civil e animação sócio-cultural, foram as áreas de actividade aprovadas.

No Desporto, cujo actividade decorre no Complexo das Piscinas Municipais da cidade, o contacto directo com a dinâmica dos serviços, vem proporcionando a 4 jovens, novas e diversificadas experiências e aquisição de conhecimentos e competências pessoais, que alargarão o seu leque de interesses, fomentando ainda a aquisição de estilos de vida saudáveis.

A salvaguarda do património arqueológico em perigo e o conhecimento da importância dos vestígios arqueológicos no entendimento da história concelhia, são os objectivos que a autarquia prossegue com os trabalhos de escavação arqueológica que estão a ser desenvolvidos por 18 jovens, no Castro da Boca, na freguesia de Vale S. Cosme e Castro das Eiras, em Pousada de Saramagos.

No apoio à vigilância florestal e à protecção civil, mais 16 jovens prestam um relevante serviço cívico em favor da comunidade, cuidando da floresta e garantindo o futuro colectivo.

Por fim, na animação sócio-cultural quatro jovens prestaram apoio na monitorização e apoio à realização de colónias de férias que tiveram por destinatários as crianças desfavorecidas residentes na Urbanização da Cal, na freguesia de Calendário, complexo de habitação social propriedade do Município

Os projectos que estão a decorrer desde Julho e se prolongam até ao final de Agosto, têm quatro períodos diferentes, com uma duração mínima de 10 dias, sendo que o programa diário de cada um dos projectos tem a duração mínima de três horas e máxima de cinco horas.

Cada um destes jovens voluntários, beneficia de um seguro de acidentes pessoais e uma bolsa horária, no montante de 2,00 euros/hora, tendo direito no final da “missão” a um certificado de participação.

sexta-feira, agosto 17, 2007

Acção de Formação com balanço positivo

.

A Acção de Formação de Monitores de Campos de Férias e Actividades Juvenis que o Pelouro da Juventude promoveu entre 29 de Junho a 29 de Julho, revelou-se uma iniciativa bem sucedida, tendo o número de inscrições ultrapassado as vagas existentes.

Das cinquenta e cinco candidaturas apresentadas, a Câmara Municipal viu-se obrigada a seleccionar vinte candidaturas para preenchimento das vagas existentes, tendo a escolha recaído sobre os jovens com idade não superior a 25 anos.

Composta por vários módulos, abrangendo múltiplos aspectos, a acção de formação teve como objectivos essenciais reforçar a capacidade organizativa e qualificar os dirigentes associativos; motivar as Associações Juvenis e em particular os seus dirigentes, para a organização de actividades que compreendam na sua programação a valorização do desenvolvimento sócio-cultural, a promoção do voluntariado, a experimentação, o espírito de companheirismo e solidariedade mas, também, a organização de iniciativas em condições de segurança e com metodologias apropriadas.

Com esta iniciativa a Câmara Municipal procurou também proporcionar a criação de uma Bolsa de Monitores disponíveis para prestarem serviços de organização e colaboração em actividades vocacionadas para os jovens, a entidades como Escolas, Colégios, Centros de OTL, IPSS’s e outras associações.

A Acção de Formação contempla um Estágio Final que decorrerá, durante um fim-de-semana em Óbidos, no próximo mês de Setembro, com a organização e participação em diversas actividades práticas, habitualmente realizadas em colónias de férias e actividades juvenis.

Entretanto e até ao final do ano, o Pelouro da Juventude está a preparar duas novas acções de formação, na área da Musica e do Associativismo Juvenil.

44º Aniversário da A.R.C. "A Flor do Monte"

.

A Associação Recreativa e Cultural “A Flor do Monte”, da freguesia da Carreira, fundada a 12 de Agosto de 1963, assinalou a passagem do seu 44º aniversário, com a realização de diversos torneios de futebol de salão e um Festival de Folclore.

Nos dias 4 a 10 de Agosto, esta associação sedeada na Rua das Andorinhas e que vem centrando a sua acção em actividades de natureza desportiva e cultural, levou a efeito com o apoio do Pelouro do Desporto da Câmara Municipal, três torneios de Futebol de Salão: iniciados, seniores e feminino.

As finais das respectivas competições ocorreram na noite de 11 de Agosto.

quinta-feira, agosto 16, 2007

XVII Assembleia Nacional da Juventude Operária Católica

.

O Seminário dos Combonianos, foi palco no passado fim-de-semana, 10, 11 e 12 de Agosto, da XVII Assembleia Nacional da Juventude Operária Católica que assinala o terminar do pastoral de trabalho.

Na Assembleia Nacional, órgão máximo do movimento, foram definidas as linhas de força e acção para os próximos três anos.

Neste evento de carácter nacional, que contou com a colaboração do Pelouro da Juventude da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, cerca de 80 participantes, “a partir da reflexão feita nos grupos de base sobre a realidade a vida dos jovens, aprofundarem e definirem a resposta que a JOC pretende dar enquanto movimento de jovens cristãos organizados e inquietos perante a realidade que os envolve”, tendo ainda aprovado a nova “imagem” da revista JO – Juventude Operária, com o objectivo que a mesma “abranja e cative cada vez mais jovens, os desperte para a vida que os rodeia e os lance no compromisso de transformação dessa mesma vida, tendo como referência e testemunho Jesus Cristo”.

Escuteiros Belgas em Famalicão

.

No ano em que a maior associação mundial de juventude festeja os seus 100 anos de existência e os 150 anos do nascimento do seu fundador, BadenPowell, doze Escuteiros Belgas, a convite da Junta do Núcleo do CNE de Vila Nova de Famalicão e com o apoio do Pelouro da Juventude da Câmara Municipal, estiveram de visita ao nosso concelho no passado dia 7 de Agosto.

As duas patrulhas de Escuteiros, que entre 31 de Julho e 5 de Agosto, participaram no Acampamento Nacional (ACANAC 2007) em Idanha-a-Nova, visitaram os Museus da Indústria Têxtil, Bernardino Machado e Casa-Museu Camilo Castelo Branco, tendo recebido das mãos do Vereador da Juventude, alguns lembranças dos locais visitados e da cidade e concelho de Vila Nova de Famalicão.

Obs: Foto extraída de http://acanac2007.cne-escutismo.pt/

sábado, agosto 04, 2007

Uma casa para o «menino azul»

.

Habitação foi atribuída a Emanuel pela câmara de Famalicão. Autarquia diz que este não é caso isolado. «Mostraram-me uma chave. Nem queria acreditar», contou a mãe da criança de 11 anos ao PDiário.

Emanuel Silva, conhecido como «menino azul, e a sua mãe vão receber uma casa da autarquia de Famalicão. A notícia foi avançada ao PortugalDiário por Helena Silva que prevê mudar-se com o filho para a nova habitação no mês de Dezembro. A autarquia confirmou esta atribuição, que justifica dadas as especificidades desta família.

«Fui chamada pela segurança social depois das notícias do PortugalDiário», disse Helena Silva, referindo-se aos artigos que foram publicados entre os dias 2 e 13 de Julho e que geraram uma onda de solidariedade entre os leitores do jornal. Ao todo, a família recebeu na sua conta donativos que ascenderam aos 4600 euros, um valor suficiente para garantir o pagamento de seis meses dos dispendiosos tratamentos clínicos de Emanuel.

A mãe da criança disse ainda que, depois destas notícias, surgiu o convite de ir a uma feira em Alijó, onde conseguiu vender vários quadros que pinta «com os dedos» para complementar o magro orçamento mensal de 460 euros (110 do abono de Emanuel e 350 de rendimento mínimo). Foi após ter participado nesta feira que lhe foi comunicado que iria «receber uma habitação» por parte dos serviços de acção social da Câmara Municipal de Famalicão.

Helena Silva diz que esta foi uma boa surpresa, mas inesperada. «Mostraram-me uma chave. Nem queria acreditar», sublinhou. «Ainda pensei que era uma brincadeira de mau gosto». Mas não foi.

Segundo revelou o vereador da habitação da Câmara de Famalicão, a casa situa-se no complexo habitacional das Lameiras e está a ser sujeita a obras de renovação. «Até meados de Setembro estarão prontas», assegurou Jorge Paulo Oliveira ao PortugalDiário. Quanto a Helena Silva, diz que se quer mudar com Emanuel quando conseguir comprar o equipamento essencial para tornar o espaço habitável. «Mesas, cadeiras, etc», apontou.

«Não é um apoio ocasional»

De acordo com o vereador Jorge Paulo Oliveira, este «não se trata de um acto isolado, mas é fruto de um acompanhamento continuado da família».

«Sabemos e confirmamos que não tem rendimentos suficientes para suportar uma renda mensal de 300 euros como acontece agora», referiu o autarca, apontando que sem este encargo a família terá «outro desafogo».

O responsável camarário disse ainda que «a câmara já em 2005 conseguiu priorizar e obter o então rendimento mínimo garantido». «Não é um apoio ocasional», garantiu.

Em Portimão a partir de sexta-feira

Para complementar o dinheiro que recebe de apoios sociais, Helena Silva dedica-se à pintura. A arte, conta, surgiu da necessidade. «Só sei pintar com as mãos», explicou. O dinheiro que consegue angariar com a venda dos quatros reverte para saldar as contas de farmácia e dos dispendiosos tratamentos de Emanuel.

O próximo destino da família do «menino azul» é a Feira da Sardinha de Portimão. «Vou estar dez dias nessa feira, depois descanso um dia e vou para a feira Tatacil, em Lagoa, que começa a 17», explicou Helena Silva. À venda estará ainda o livro «Meu menino azul. Querer é poder».

O NIB para os donativos de ajuda ao «menino azul» é: 003500990004146020074.

OBS: Noticia extraída do site PortugalDiário, publicada em 2007/08/02 (http://www.portugaldiario.iol.pt/noticia.php?id=839287&div_id=291).

Torneio José Cunha

.

A formação do lugar de Passelada, venceu a edição 2007 do Torneio José Cunha, em futebol de salão, cuja final se disputou na tarde do passado sábado, dia 28 de Julho. A equipa representativa do lugar de "Basta" ocupou a segunda posição.

A competição inter lugares da freguesia de Landim, organizada pelo Futebol Clube de Landim com o patrocínio do Pelouro de Desporto da Câmara Municipal, envolveu 10 formações.

24 Horas de Lousado

.

A Equipa “New York Bar” venceu a sexta edição do Torneio 24 Horas de Lousado, organizado pelo Clube Desportivo de Lousado com o apoio do Pelouro do Desporto da Câmara Municipal, ao levar de vencida, na final, a formação do “Café Cilinha”.

A maratona de futebol teve inicio pelas 21.00 horas da passada sexta-feira, dia 27 de Julho, e disputou-se em jogos sucessivos e ininterruptos que se prolongaram até próximo das 24.00 horas de sábado.

sexta-feira, agosto 03, 2007

Famalicão acolheu “Chama do Centenário” do Escutismo

.

Os Paços do Concelho receberam na passada sexta-feira, dia 27 de Julho, a “Chama do Centenário” do Escutismo.

Em digressão por vários países da África e Europa, a "Chama", que foi transportada desde Moisson, em França, até Braga, pelos Escuteiros do Corpo Nacional de Escutas em colaboração com a Fraternidade de Nuno Álvares, chegou a Vila Nova de Famalicão por volta das 16.00 horas, seguindo depois para o Porto, tendo a passagem sido feita na ponte sobre o rio Ave, em Ribeirão, que liga os concelhos de Famalicão e Trofa.

A “Chama do Centenário” é a actividade que marca o início de um novo século de escutismo no mundo, contando com a participação das suas associações escutistas, que assistem com entusiasmo e alegria à sua passagem.

Em Vila Nova de Famalicão existem 42 agrupamentos do Corpo Nacional de Escutas, envolvendo mais de 3500 escuteiros, 13 núcleos da Fraternidade de Nuno Álvares, com mais de 250 elementos e cinco companhias da Associação Guias de Portugal, com cerca de 250 guidistas, que desenvolvendo acções diversas, proporcionam o conhecimento individual, a convivência e trabalho em equipa, e o respeito pela natureza.

A “Chama do Centenário” foi acesa no passado dia 22 de Fevereiro sobre o túmulo de Robert Baden-Powell (fundador do escutismo) no Quénia. Este acto que simbolizou a fundação deste movimento, viajou através do Quénia, Etiópia, Sudão, Egipto, Grécia, Itália, França, Bélgica e Reino Unido, onde terminará a sua etapa em 31 de Julho na Ilha de Brownsea, local onde se realizou o primeiro acampamento de escuteiros, há cem anos.

Na sessão solene realizada nos Paços do Concelho, marcaram presença o Vereador da Juventude, os Chefes da Junta Regional de Braga e Porto, o Presidente da Direcção Nacional da Fraternidade Nuno Álvares, diversos chefes de agrupamentos, núcleos e companhias do CNE, FNA e AGP.

Requalificação do Bloco Sul / Nascente do Complexo Habitacional das Lameiras

.

.
A médio prazo vão desaparecer os degradados pré-fabricados situados num terreno a sul do Complexo Habitacional das Lameiras e que serviram inicialmente como estaleiro de apoio à construção desta urbanização.

O pontapé de saída foi dado no passado dia 25 de Julho, com a Câmara Municipal a aprovar uma proposta do pelouro da habitação, que contempla a aprovação do projecto de Requalificação do Bloco Sul / Nascente do Complexo Habitacional das Lameiras.

Com a referida requalificação e a concessão de um subsídio de 150.000,00 € à respectiva Associação de Moradores para o efeito, será possível a esta libertar já no início do próximo ano, parte dos aludidos pré-fabricados que vem ocupando desde 1983.

Operada a requalificação do rés-do-chão do Bloco Sul / Nascente do Complexo, serão para aí transferidos a Secção de Pesca Desportiva, o Centro de Animação Juvenil, as instalações do Grupo TELA e os serviços de garagem e oficina, actualmente sedeados nos pré-fabricados.

Os restantes pré-fabricados, actualmente ocupados pela JOC - Juventude Operária Católica (Concelhia); LOC/MTC – Liga Operária católica / Movimento de Trabalhadores Cristãos (Concelhia); Núcleo de Árbitros de Vila Nova de Famalicão e Serviços de Veterinário da Câmara Municipal, serão transferidos para outros espaços ainda em estudo.

Actualmente o bloco Sul/Nascente, propriedade da Associação de Moradores das Lameiras, onde funcionou parte do antigo Centro Social, está a ser utilizado, parcialmente, pelos serviços sociais de apoio ao Complexo Habitacional e às freguesias de Antas e Calendário, instalações da Junta de Freguesias de Antas e instalações de apoio ao desporto que aí se irão manter, encontrando-se a restante parte devoluta.

Urbanização das Bétulas

.



A Câmara Municipal aprovou na sua última reunião, 25 de Julho, o projecto e a respectiva abertura de concurso público, visando a construção de 30 fogos a custos controlados.

Denominada de “Urbanização das Bétulas”, o novo complexo de habitação social do município, destina-se a receber as famílias de etnia cigana alojadas em barracas, junto à Estação de Caminhos-de-Ferro.
.

Com este empreendimento o executivo camarário prossegue simultaneamente objectivos de natureza social, urbanística e de mobilidade: realojar dezenas de famílias de etnia cigana que desde 1974, e com carácter provisório, se encontram a residir em condições de gritante degradação junto à estação ferroviária, que servirá, ao mesmo tempo, como ponto de partida de um importante processo de requalificação urbanística da zona poente da cidade e permitirá reunir as condições para se iniciar a construção do interface- rodoferroviário, infra-estrutura em falta e indispensável para tornar o transporte ferroviário no concelho cada vez mais atractivo para todas as camadas sociais e económicas.
.

O projecto agora aprovado é substancialmente diferente do anteriormente apresentado, mas continua a dar resposta às mesmas preocupações: atender às necessidades sociais específicas destes agregados familiares e às raízes culturais das famílias de etnia cigana.

Por essas razões, no novo projecto:

  • A edificação dos diferentes blocos habitacionais respeita a unificação dos diferentes agregados em torno dos três ramos familiares actualmente existentes no “bairro” – As Famílias de Lelo, Maximina e Amparo;
  • A compartimentação dos fogos é dimensionada de forma a privilegiar a convivência familiar muito própria da comunidade cigana, apresentando-se com salas amplas e cozinhas incorporadas;
  • As tipologias programadas levam em linha de conta a composição de cada um dos agregados familiares;
  • Procura-se, com a criação de diferentes superfícies de estadia e de enquadramento, evitar a criação de situações de “guetização”;
  • Não se descura o acompanhamento social permanente ao prever a utilização de dois pisos de um dos blocos, para o trabalho de assistência social e de animação sócio-cultural.