sexta-feira, novembro 12, 2010

PSD alarga vantagem sobre PS

Se as eleições legislativas fossem hoje, o PSD teria uma vitória clara. Segundo os resultados do mais recente estudo da Eurosondagem feito para a SIC, Expresso e Rádio Renascença, no último mês o PSD regista agora 36,9% das preferências dos eleitores, com uma subida de 1,6 pontos percentuais, e uma vantagem de quase 7 pontos em relação aos socialistas.

No primeiro barómetro após o Orçamento do Estado para 2011, o PS sai penalizado pelas anunciadas medidas de austeridade e regista uma queda de 5 pontos, tendo agora 30 por cento das intenções de voto.

A queda é apenas do PS, tendo os restantes partidos registado todos uma subida. O CDS-PP sobe 1,3 pontos e chega aos 9,3%, voltando a ser o terceiro partido.

O Bloco de Esquerda cresce 1,4 em relação ao mês passado e somam 9,2% das intenções de voto, ultrapassando a CDU, que subiu 0,4 pontos e consegue 8,8% das intenções de voto.

No campeonato da popularidade, os líderes dos dois maiores partidos continuam a descer. José Sócrates cai 1,9 e tem agora um saldo positivo de 6,1%, também Pedro Passos Coelho desce 1 ponto e passa para 9,3% de opiniões positivas.

Paulo Portas é o mais bem cotado dos restantes líderes partidários, com 5,8% de opiniões positivas. Apesar de recuperarem Francisco Louçã (menos 2,2%) e Jerónimo de Sousa (menos 2,8%) continuam com saldo negativo.

Com 28,5% de opiniões positivas, o Presidente da República Cavaco Silva recupera da quebra do mês anterior e continua a ser o mais popular com larga vantagem.

Obscenidades X: Ainda há alunos sem manuais escolares


Dois meses depois do arranque do ano lectivo, ainda há alunos sem livros escolares. O corte nas prestações sociais levou a uma subida de escalões e fez com que muitas famílias que tinham acesso aos livros a preços mais acessíveis deixassem de o ter, denuncia a AMI – Assistência Médica Internacional.

Obscenidades IX: Secretário de Estado nomeou ex-sócios para administração dos CTT

Paulo Campos, actual secretário de Estado adjunto das Obras Públicas teve entre 1994 e 2002 uma empresa de produção de espectáculos, denominada “Puro Prazer”, cuja dissolução ocorreria a 4 de Dezembro de 2008.

A entrada no governo permitiu a Paulo Campos dar emprego aos seus antigos sócios, nomeando-os para os CTT, que está sob a sua tutela.

Em Junho de 2005, Marcos Afonso Batista foi nomeado administrador dos Correios de Portugal e de mais cinco empresas do grupo. Já em Abril de 2009, Luís Pinheiro Piteira - que tem apenas a frequência do terceiro ano da licenciatura em Contabilidade - assumiu funções como administrador da Empresa de Arquivo de Documentação (empresa participada dos CTT) e este ano passou a acumular funções na Payshop, onde também é administrador.

Depois da polémica em torno do convite à militante do Bloco de Esquerda Joana Amaral Dias, por alturas da Campanha Eleitoral das Legislativa, para assumir o lugar de candidata a deputada pelo PS ou uma função n o aparelho do Estado, Paulo Campos volta à ribalta mediática nacional, novamente pelos piores motivos.

quinta-feira, novembro 11, 2010

Subida do desemprego atira no distrito de Braga 24 mil famílias para a pobreza


Face ao ano passado, mais 24 mil famílias do distrito de Braga passaram a estar em situação de pobreza, um aumento superior a 20%. Na sua grande maioria são agregados com um ou mais filhos, que têm de recorrer às instituições para terem uma refeição quente.

Esta subida abrupta, denunciada pela Coordenadora dos Trabalhadores de Braga, está directamente relacionada com o desemprego que os números oficiais apontam para 66 mil pessoas.