quinta-feira, março 29, 2007

Lan Party - No Stop

.

A Lan Party – No Stop, promovida pela Universidade Lusíada de Vila Nova de Famalicão, abriu ontem, quarta-feira (28 de Março), a edição 2007 da Quinzena da Juventude, promovida pela Câmara Municipal, iniciativa denominada de Jovem.Com.

A Lan Party é uma espécie de "concentração" de pessoas e computadores que, num ambiente de rede, partilham jogos, ficheiros e programas, desfrutando os seus participantes de todas as experiências com o seu equipamento, partilhando conhecimentos, conhecendo caras novas e acima de tudo partilhando o espírito das Lans.

O evento a decorrer (ininterruptamente) na Sala do Aluno da Universidade Lusíada, teve ontem início pelas 18h00 e encerra no próximo Sábado (31 de Março), às 12h00. São 4 dias cheios de emoção e diversão.

Entrevista ao Semanário "Motor"

.
.
Motor (M): Presentes na organização e apoio a mais uma edição do Rali de Famalicão, quais são as perspectivas da Câmara Municipal para a edição deste ano?

Jorge Paulo Oliveira (JPO): Há imagem das anteriores edições, estamos profundamente convictos que o Rally de Famalicão 2007, será seguramente um evento de grande animação desportiva e social. Tudo fizemos para que esta prova, pontuável para o Campeonato Regional de Ralis Norte, contando ainda com uma Prova Extra, tenha tudo quanto uma prova de ralis necessita. Boa qualidade e quantidade de pilotos, uma boa organização como já nos habituou a Secção de Desportos Motorizados do Futebol Clube do Porto e excelentes pisos. Se o bom tempo se mantiver, não temos dúvidas em afirmar que, vamos ter uma prova muito competitiva, com muita espectacularidade e, inevitavelmente, com muito público a acompanhar. Mesmo correndo o risco de sermos acusados de natural bairrismo, ousamos afirmar que iremos fazer inveja a algumas provas pontuáveis para o nacional.

M: A edilidade acredita que este Rali é uma forma de trazer mais visibilidade para a localidade e para as ofertas turísticas, e não só, que Famalicão possui?

JPO: Sem dúvida. A Política de Turismo que delineamos para o Município e que estamos cuidadosamente a executar, assenta em três sectores fundamentais. A nossa diversificada oferta cultural, a riqueza gastronómica da região e do nosso concelho e, finalmente, esse grande invento que se chama Automóvel.
.
Temos boas razões para apostar neste segmento. Os famalicenses são, aliás como as gentes do norte, apaixonados pelos automóveis e pelo desporto automóvel, somos provavelmente o município com maior número de pilotos “per capita” inscritos na FPAK, disputando diferentes categorias e escalões do automobilismo nacional, temos entre nós alguns dos maiores coleccionadores privados de automóveis antigos e clássicos de Portugal e ocupamos um lugar de realce na história do automóvel e do desporto automóvel em Portugal.
.
É sempre bom recordar que a “Berliet”, uma das primeiras representações nacionais de automóveis instalou-se no nosso concelho em 1919, que daqui partiu em 1933, ao volante de um Citroen C-6, o famalicense António Dias Costa, naquela que foi a primeira equipa lusitana a participar no mítico Rally de Monte Carlo, que aqui nasceu em 1946, a MABOR, a primeira fábrica de pneus em Portugal, e que a esta mesma empresa se deve, a criação em 1972 do “Troféu Mabor”, o primeiro Troféu Nacional inserido no Campeonato Nacional de Ralis e precursor de tantos outros.
.
É sempre bom recordar que o primeiro Rali de Famalicão foi para a estrada em 1933, 22 anos antes do aparecimento do campeonato nacional e que Vila Nova de Famalicão, na década de 70, foi palco de quatro provas pontuáveis para o Campeonato Nacional de Rallyes.

M: Que repercussões este evento tem tido a nível do turismo na região?

JPO: É a soma de vários eventos em diferentes áreas, de que o Rallye de Famalicão é apenas um exemplo, e de outras realidades concelhias que, em conjunto, se revelam capazes de produzirem efeitos positivos no turismo da região e num concelho que não possui atractivos turísticos como praia, centro histórico ou um vasto conjunto de monumentos nacionais. É esta conjugação de factores que reflecte as visitas de turistas ao nosso concelho e respectivos ganhos sobretudo ao nível da restauração e hotelaria. Naturalmente que não estamos ao nível dos grandes destinos turísticos do país.

M: De que forma é que a imagem do concelho e da própria autarquia é beneficiada com o a organização desta actividade?

JPO: Uma autarquia não é apenas avaliada pelas grandes obras que realiza, ou pelo número de investimentos em múltiplas infra-estruturas que disponibiliza. Os municípios são também avaliados, e são-no cada vez em maior grau, pelas iniciativas que prossegue em termos de protecção do meio ambiente, na formação e educação das suas crianças e jovens, no acesso à cultura, ao conhecimento e ao saber e na oferta desportiva que possui. Esta prova e o seu passado contribui, na sua devida proporção, para o desenvolvimento sustentável de Vila Nova de Famalicão.

M: A realização deste tipo de eventos implica sempre gastos e investimentos elevados. A Câmara Municipal de Famalicão tem participado activamente neste lado da organização? E a nível de infraestruturas, a edilidade fez algum investimento em especial para esta edição do Rali?

JPO: Ao longo das dezoito edições deste Rallye, a Câmara Municipal tem sido um parceiro privilegiado da organização deste evento desportivo, numa parceria que tem implicado apoios diversos. Além do habitual patrocínio financeiro a autarquia disponibiliza os seus espaços públicos e edificados, telefones, fax, fotocopiadoras, Internet, procede à vedação dos parques fechados e de assistência e montagem de palcos e de tribunas, ajuda na divulgação da prova, assume os custos com a aquisição dos troféus, licencia a prova com a respectiva isenção de taxas, afecta gratuitamente os seus agentes da policia municipal e outros recursos humanos de vários serviços camarários e, por fim, procede à preparação dos troços. Tudo custos que valem a pena, mas que não podem ser considerados despiciendos, porque efectivamente não o são.
.
Para a edição 2007 não fizemos nenhum investimento especial, mas procuramos melhorar em três aspectos. Melhoramos a divulgação do evento, transferimos para o centro da cidade, o parque fechado de partida e afectamos mais homens e máquinas ao tratamento dos troços das especiais de classificação, preparação que este ano foi feita com uma maior antecedência em termos comparativos com os anos anteriores.

M: Que balanço se pode fazer dos anos de actividade do Rallye?

JPO: Sinceramente, julgo que ao fim de todos estes anos o balanço tem de ser necessariamente positivo. Todos quanto tem assistido ou participado nesta prova, reconhece o empenho e a dedicação, quer da organização, quer dos patrocinadores oficiais, que ano após ano tem conseguido fazer deste rallye uma prova que se torna cada vez mais competitiva e que atrai cada vez mais público. No palmarés desta prova, constam inúmeros campeões regionais e mesmo nacionais do automobilismo português, de que são exemplo José Carlos Macedo, Adruzilo Lopes, Victor Lopes e o conhecido famalicense Miguel Campos. Não menos importante é o facto desta prova, servir em elevadíssimo número, de iniciação a vários pilotos e navegadores famalicenses e não só, com carreiras assinaladas por sucessos significativos.

Quais os projectos que têm para o futuro em relação ao rali e a outros desportos motorizados?

JPO: A Câmara Municipal, no âmbito da sua politica desportiva, tem norteado a sua acção assente em diferentes eixos prioritários. Entre eles merece destaque a promoção e o apoio à realização de eventos desportivos de interesse público, que possam ir de encontro às diferentes aptidões e gostos desportivos dos famalicenses, cobrindo a maior diversidade possível das modalidades. Nessa medida os projectos que temos em relação ao rallye e a outros desportos motorizados, não pode pôr em causa as outras modalidades desportivas, sobretudo num tempo em o país atravessa graves restrições financeiras.
.
Não obstante o que referi estamos apostados em manter nos respectivos calendários, nacional e regional, as provas que já se organizam no concelho, nomeadamente, o Rallye de Vila Nova de Famalicão, as provas de Kartcross e Autocross e o Campeonato Nacional de Supercross e de Trial Indoor . Julgamos que mais importante que ter novos eventos do desporto motorizado no concelho é manter aqueles que já detemos, melhorando-os sempre que possível ao nível organizativo, competitivo e como factor de atracção de mais público.
.
A 2ª edição da Super Especial de Vila Nova de Famalicão, é o próximo grande evento das quatro rodas. Depois do sucesso alcançado o ano passado, que atraiu milhares de pessoas à cidade, reunindo oito dezenas de várias gerações e carros de campeonatos muito diversos, queremos que esta grande prova se afirme no contexto nacional, dignificando por essa via o passado e prestigiando o futuro do desporto motorizado neste concelho.
.
Relativamente ao Rallye de Vila Nova de Famalicão, não escondemos que gostaríamos que o mesmo passasse a deter um estatuto superior àquele que actualmente possui. Seria importante para o concelho, mas também para o próprio desporto automóvel que esta prova integrasse o calendário do novel Campeonato Open de Ralis. Se a oportunidade surgir não vamos perder a oportunidade.

M: Que mensagem gostariam de deixar a todos os leitores do Motor?

JPO: Não perca a oportunidade de visitar esta terra do Baixo Minho, de provar a nossa rica e gostosa gastronomia, de visitar a Casa das Artes, a Casa-Museu e o Parque Temático de Camilo Castelo Branco, o Museu do Automóvel Antigo e Clássico, e tantos outros como o da Industria Têxtil e Bernardino Machado, as Fundações Cupertino de Miranda e Castro Alves. Tenha a curiosidade de conhecer e de viver a alegria e a animação das nossas ruas e praças nas Festas Antoninas, na noite de Carnaval ou na Festa do Artesanato e da Gastronomia. Não faltam motivos de interesse. Seja curioso, não vai arrepender-se.


OBS: Entrevista concedida ao semanário "Motor", edição de 27 de Março de 2007.

Quinzena da Juventude

.

PROGRAMA
28 a 31 de Março

Lan Party – No Stop
Das 18h00, do dia 28 de Março às 12h00, dia 31 de Março
Sala do Aluno da Universidade Lusíada

30 de Março Sexta-Feira

BTT Nocturno "Pelos Trilhos do Vagão Fantasma”
20h00 I Concentração /Inscrições: Paços do Concelho
20h30 I Partida

Festival de Artes Marciais
21h30 Grande Auditório da Casa das Artes

Concerto dos ISGA "You Should Go Ahead"
22h00 Café Concerto da Casa das Artes

31 de Março Sábado

BTT Diurno “Pedalando pelo Futuro da Ecopista”
14h00 I Concentração /Inscrições: Paços do Concelho
14h30 I Partida

Concerto dos Blind Zero e Grande Final do Concurso de Bandas Arena Rock
Paranoid (Vigo - Espanha), Ecos (Santo Tirso), McAlister (Irlanda/Porto), Aphonnic (Vigo - Espanha), Fitacola (Coimbra) e Eratoxica (E.U.A).
22h00 Grande Auditório da Casa das Artes

02 de Abril I Segunda-Feira

Jovem.Com …Animação
Das 10h00 às 12h00 Das15h00 às 17h00
Ateliers: Pão de Bolota, Actividades Desportivas, Maletas Pedagógicas, Teatro, Karaoke, Pinturas Faciais
Locais: Urbanização Moinhos de Vento, Complexo Habitacional de Lousado, Urbanização da Cal e Complexo Habitacional das Lameiras

03 de Abril I Terça-Feira

Jovem.Com…Animação
Das 10h00 às 12h00 Das15h00 às 17h00
Ateliers: Pão de Bolota, Actividades Desportivas, Maletas Pedagógicas, Teatro, Karaoke, Pinturas Faciais
Locais: Urbanização Moinhos de Vento, Complexo Habitacional de Lousado, Urbanização da Cal e Complexo Habitacional das Lameiras

04 de Abril Quarta-Feira

Jovem.Com…Animação
Das 10h00 às 12h00 Das15h00 às 17h00
Ateliers: Pão de Bolota, Actividades Desportivas, Maletas Pedagógicas, Teatro, Karaoke, Pinturas Faciais
Locais: Urbanização Moinhos de Vento, Complexo Habitacional de Lousado, Urbanização da Cal e Complexo Habitacional das Lameiras.

Conselho Municipal da Juventude “CMJ pela Defesa Nacional”
10h00 I Sessão de Esclarecimento - "Dia da Defesa Nacional e Forças Armadas"
14h30 I Visita ao Regimento de Cavalaria 6 - Braga

Debate com as Juventudes Partidárias "Igualdade de Oportunidades para Todos”
21h00 I Café Concerto da Casa das Artes

05 de Abril Quinta-Feira

Jovem.Com … Animação
Das 10h00 às 12h00 Das15h00 às 17h00
Ateliers: Pão de Bolota, Actividades Desportivas, Maletas Pedagógicas, Teatro, Karaoke, Pinturas Faciais
Locais: Urbanização Moinhos de Vento, Complexo Habitacional de Lousado, Urbanização da Cal e Complexo Habitacional das Lameiras.

II Mostra de Dj's Locais
22h00 I Bar Matriz (Vila Nova de Famalicão)

06 de Abril Sexta-Feira

II Mostra de Dj's Locais
22h00 I Tipografia Bar (Vila Nova de Famalicão)

07 de Abril Sábado

II Mostra de Dj's Locais
22h00 I Contact Club (Joane)

10 de Abril Terça-Feira

Experiment@Rádio
11h30 I Escola Secundária D. Sancho I

Experimenta@TV
16h30 I Escola Secundário D. Sancho I

11 de Abril Quarta-Feira

Experiment@Rádio
11h30 I Escola Secundária D. Sancho I

Palestra "Desporto para Todos"
14h30 I Pequeno Auditório - Casa das Artes
Participantes: ANDDEM - Associação Nacional de Desporto para Deficiência Mental - Dr.ª Anita Costa; Diana Guimarães - Nadadora Para Olímpica e João Araújo - Nadador Olímpico.

Debate Com as Juventudes Partidárias "A Geração Politica no Futuro"
21h00 I Café Concerto da Casa das Artes

12 de Abril Terça-Feira

Experimenta@TV
16h30 I Escola Secundária Camilo Castelo Branco

Cinema - "Uma Verdade Inconveniente" (An Inconvenient Truth - EUA, 2006, 100 min.)
21h30 I Pequeno Auditório - Casa das Artes
Debate temátrico com Pedro Jorge Pereira do Grupo Acção e Intervenção Ambiental

13 de Abril Sexta-Feira

Experiment@Rádio
09h30 I Escola Secundária Camilo Castelo Branco

II Mostra de Dj’s Locais
22h00 I Diagonal Bar (Ribeirão)

14 de Abril Sábado

Desporto Radicais (Rappel, Slide, Tiro com Arco, Tiro com Zarabatana, Touro Mecânico e torneio de paint-ball.
10h30 às 18h Parque de Sinçães

Teatro – Sons da Paz
10h30 Café Concerto da Casa das Artes

15 de Abril Domingo

Desportos Radicais (Rappel, Slide, Tiro com Arco, Tiro com Zarabatana, Touro Mecânico e torneio de paint-ball.
14h00 às 18h00 I Parque de Sinçães

1ª Gala de Jovens Fadistas
17h00 I Grande Auditório da Casa das Artes

Demonstração de Trial na Escola D. Sancho I

.

Aproveitando a realização em Vila Nova de Famalicão, da 5ª Prova do Campeonato Nacional de Trial Indoor, a autarquia, através do Pelouro da Juventude, em conjunto com o a Turma do Curso de Desporto da Escola Secundária D. Sancho I, realizou naquele estabelecimento de ensino, na manhã de 23 de Março, uma demonstração de Trial, uma das mais espectaculares modalidades do desporto motorizado em duas rodas.

O Piloto convidado foi, Pedro Sousa, um jovem natural de Braga, de 15 anos de idade e que está a disputar o campeonato nacional.

Esta iniciativa, serviu também para assinalar o final de período lectivo, integrando-se nas muitas das actividades que se desenvolveram nesse dia.

terça-feira, março 27, 2007

Universidade Jovem

.

Prof. Doutor Eng. Diamantino Durão, Reitor da U.L. de Lisboa e Porto, Profª. Doutora Rosa Moreira, Reitora da U.L. de V.N. de Famalicão, Prof. Doutor Almeida Dias, Director da ESSVA, Arq. Armindo Costa, Presidente da Câmara Municipal e Prof. Dr. António Martins da Cruz, Chanceler das Universidades Lusíada

Assumindo a formação superior dos jovens famalicenses um dos factores de preocupação da politica educativa e de juventude, a Câmara Municipal, por intermédio dos Pelouros da Juventude e da Educação, em conjunto com a Universidade Lusíada de Vila Nova de Famalicão e a Escola Superior de Saúde do Vale do Ave, avançaram com a concretização do projecto “Universidade Jovem”, ontem publicamente apresentado.

A “Universidade Jovem” tem por objectivo abrir as portas daquelas instituições de ensino superior do concelho, aos alunos do 3º Ciclo do Ensino Básico, Secundário e Profissional, estimulando-os para o ensino universitário e ajudando-os a estruturar os seus processos de escolha profissional.

Durante duas semanas, os jovens pré-universitários, terão a oportunidade de contactar com diversas áreas do conhecimento, do ensino e da investigação, e por essa via aprofundarem os seus conhecimentos nas áreas de estudo que mais gostam.

A “Universidade Jovem”, decorrerá nas duas primeiras semanas de Julho, sendo constituída por dez cursos, cinco por cada uma das instituições de ensino superior:

Universidade Lusíada: Arquitectura, Design e Artes I Ciências Económicas e Empresariais I Contabilidade I Engenharia Electrónica e Informática I Engenharia e Gestão Industrial e Engenharia Têxtil.

Escola Superior de Saúde do Vale do Ave: Enfermagem I Análises e Saúde Pública I Podologia I Farmácia e Marketing Farmacêutico I Introdução à Saúde.

O custo da inscrição, 30,00 € por semana, inclui a totalidade dos gastos (inscrição, transportes, material didáctico, almoço e lanche).

Selecções Distritais de Braga de Basquetebol, preparam-se em Famalicão

.

Com o apoio do Pelouro do Desporto, o Pavilhão Municipal das Lameiras, recebeu ontem e hoje as Selecções Distritais da Associação de Basquetebol de Braga, tendo em vista a preparação das mesmas para as Festas Juvenis que vai decorrer na cidade de Portimão entre os dias 28 de Março e 1 de Abril.

As Festas Juvenis de Basquetebol, reúnem as selecções de iniciados (sub 14), masculinos e femininos e, cadetes (sub 16) masculinos e femininos de cada uma das 16 Associações Distritais de Basquetebol e das Selecções dos Açores e Madeira.

As selecções da Associação de Basquetebol de Braga, integram 48 atletas, entre eles quatro atletas da equipa de Iniciados do ATC (Associação Teatro Construção): Abel Silva, Paulo Mota, João Martins e Armindo Alviarez.
.

segunda-feira, março 26, 2007

Férias Desportivas e Recreativas da Páscoa 2007

.

Começam amanhã e prolonga-se até ao dia 30 de Março, mais uma edição das Férias Desportivas e Recreativas da Páscoa 2007.

Com esta iniciativa levada a efeito pelo Pelouro do Desporto da Câmara Municipal de Vila nova de Famalicão, pretende a autarquia proporcionar às crianças do 1º Ciclo do Ensino Básico umas férias mais divertidas e uma ocupação mais saudável durante o período de descanso escolar.
.
Programa
Dia 27 (Terça-Feira)

09:00 às 12:30
Pavilhão Municipal V. N. Famalicão
Super Parque de Insufláveis

14:00 às 17:30
Pavilhão Municipal V. N. Famalicão
Actividades Desportivas (Futebol, Basquetebol, Voleibol, Badmington)

Dia 28 (Quarta-Feira)

09:00 às 12:30
Casa das Artes
Peça de Teatro Infantil (promovida por CIOR)

14:00 às 17:30
Pavilhão Municipal V. N. Famalicão
Actividades Desportivas (Futebol, Basquetebol, Voleibol, Badmington)

Dia 29 (Quinta-Feira)

09:00 às 10:30 - Casa das Artes
Festival de Magia

10:30 às 12:30
Sessão de Cinema

14:00 às 17:30 – Pavilhão Municipal V. N. de Famalicão
Actividades Desportivas (Futebol, Basquetebol, Voleibol, Badmington)

Dia 30 (Sexta-feira)

09:00 às 18:00
Bracalândia

Macominho Rally Team apresenta novo carro

.
O Mitsubishi Lancer Evolution VIII, no Rali Torrié

A Macominho Rally Team apresentou ao final da tarde de quinta-feira, dia 22 de Março, nas Instalações do Laser Game, no Fun Park do Lago Discount, o novo carro de competição da equipa - um Mitsubishi Lancer Evolution 8 – numa cerimónia que contou com a presença do vereador do desporto.
.
Os objectivos da equipa famalicense, constituída pelo piloto Ricardo Costa e o co-piloto Nuno Almeida, para este ano, passam pela discussão dos lugares cimeiros do grupo N, no Campeonato Nacional de Rallys e também pela primeira presença internacional, possivelmente com a participação no Rali na Galiza, pontuável para o campeonato espanhol.

A primeira participação no Campeonato Nacional de Rallys de 2007, ocorreu no Rali Torrié, disputada em terras da Póvoa de Lanhoso, a que a equipa se viu forçada a desistir por problemas mecânicos.

A Macominho Rally Team possui já uma larga experiência na participação em ralis, tendo alcançado em 2005 o título de Campeã Regional da modalidade.

Em 2006, a equipa disputou a fase de asfalto do Troféu Peugeot 206.

FOTO: Fotos Mondegosport (Rui Fonseca) – www.ralis.online.pt

Rally de Famalicão, muito público, bons pisos e dominio das equipas famalicenses

.
Alfredo Guimarães / Domingos Mendes - Mazda 323

António Oliveira / Filipe Martins - Peugeot 205 GTi


Ricardo Costa / Nuno Almeida - Ford Escort Cosworth


Nuno Pina / Guilherme Pereira - Nissan Micra

A dupla famalicense, Alfredo Guimarães/Domingos Mendes, em Mazda 323, foi a grande vencedora da 18ª edição do Rally de Vila Nova de Famalicão, a segunda prova pontuável para o Campeonato Regional de Ralis Norte, onde alinharam à partida 34 equipas, três delas provenientes da vizinha Espanha.

Alfredo Guimarães, que em 2005 foi Campeão Regional de Ralis em asfalto, e que corria em Vila Nova de Famalicão pela quinta vez consecutiva, nunca tendo terminado esta prova, assumiu a liderança do Rally ao vencer a 2ª Prova Especial de Classificação, não mais a largando até ao final.

António Oliveira, anterior vencedor do rally, desta feita navegado pelo famalicense Filipe Martins, em Peugeot 205 GTi, quedou-se na segunda posição, sendo o melhor das duas rodas motrizes.

Os, também famalicenses, Ricardo Costa e Nuno Almeida, que não pontuavam, em Ford Escort Cosworth, terminaram na segunda posição, vencendo a 3ª e a 4ª Prova Especial de Classificação. A penalização sofrida atirou-os para o último lugar do pódio.

Nuno Pina e Guilherme Pereira, outra dupla famalicense, em Nissan Micra, venceram a prova extra.

O Rally de Vila Nova de Famalicão, contou com uma etapa, dividida por duas classificativas a percorrer por duas vezes: 35,86 kms cronometrados, no total de 97,61 kms, incluindo o percurso de ligação.

O seu figurino sofreu ligeiras alterações, nesta edição. A partida fez-se da Praça Cupertino de Miranda, a especial de Calendário/Fradelos foi encurtada em cerca de 600 mts, e a especial de Requião/Telhado sofreu diversas alterações, tornando-se a mais longa da prova, retomando o final de jornadas mais antigas.

A edição 2007, fica marcada pelo numeroso e entusiástico público, muitíssimo superior às anteriores edições e à boa qualidade dos pisos, tendo sido considerado pela maioria dos pilotos presentes, como um dos melhores Rallys de sempre de Vila Nova de Famalicão.

COMANDANTES SUCESSIVOS

Nuno Pereira (1ª PEC); Alfredo Guimarães (2ª à 4ª PEC).

VENCEDORES DOS TROÇOS
1ª PEC - Nuno Pereira / Paulo Marques
2ª PEC - Alfredo Guimarães / Domingos Mendes
3ª PEC - Ricardo Costa / Nuno Almeida
4ª PEC - Ricardo Costa / Nuno Almeida

CLASSIFICAÇÃO (Regional de Rally Norte)

1º Alfredo Guimarães / Domingos Mendes - Mazda 323 33m56,8s
2º António Oliveira / Filipe Martins - Peugeot 205 GTi a 19,5s
3º Ricardo Costa / Nuno Almeida - Ford Escort Cosworth a 22,4s
4º Nuno Pereira / Paulo Marques - Toyota Celica a 38,5s
5º Bruno Costa / Duarte Costa - Mitsubishi Lancer a 1m42,1s
6º J. Pedro Miranda / Miguelk Gonçalves - Toyota Celica a 1m47,6s
7º Daniel Ribeiro / Hugo Magalhães - Toyota Corolla a 2m44,8s
8º Vitor Rebouças / Henrique Gomes - Lancia Delta a 3m01,2s

OBS: Fotos Bruno Fernandes (Ponte de Lima) –
www.ralis.online.pt

João Ribeiro venceu Trial Indoor de Vila Nova de Famalicão

.
André Garcia tornou-se em Famalicão, Campeão Nacional de Trial Indoor
.
Centenas de pessoas assistiram na noite do passado sábado, à quinta prova do Campeonato Nacional de Trial Indoor, que decorreu no Pavilhão Municipal de Vila Nova de Famalicão. Perante uma assistência, atenta e entusiástica, João Ribeiro (Gas Gas) que já vencera no Porto, remeteu para o segundo lugar, o campeoníssimo André Garcia (Scorpa), actual líder do campeonato e vencedor em Vila Nova de Famalicão no ano passado. O Jovem piloto de 15 anos, Pedro Sousa, aos comandos de uma Gas Gas de 125 cc, depois de ter ganho a última prova, na cidade de Aveiro, ocupou desta feita o último lugar do pódio. O Trial Indoor de Famalicão era aguardado com muita expectativa, até porque neste Campeonato já se haviam registado três vencedores diferentes, num total de quatro provas disputadas. André Garcia fora o único a bisar, enquanto Pedro Sousa e João Ribeiro somavam um triunfo, cada um. André Garcia ao arrecadar o segundo lugar, sagrou-se matematicamente Campeão Nacional de Trial Indoor. O 2º Trial Indoor de Vila Nova de Famalicão foi uma organização da Federação Nacional de Motociclismo, pela empresa "No Limite – Desporto e Aventura" e contou com o apoio do Pelouro do Desporto da Câmara Municipal. O primeiro Campeonato Nacional de Trial Indoor, termina em Paredes, com a realização da sexta e última prova, no dia 28 de Abril. Foto: www.fozmotor.com

AML - Relatório Final das Acções desenvolvidas em 2006

.


A Câmara Municipal, na sua reunião da passada quarta-feira, tomou conhecimento do Relatório Final das Acções desenvolvidas em 2006 no âmbito do Acordo de Colaboração celebrado com a Associação de Moradores das Lameiras, relativo à gestão daquele complexo habitacional.

Divido em dois sectores, o relatório dá conta das obras de Conservação e de Reabilitação efectuadas e do trabalho desenvolvido ao nível da Intervenção Social.

Em termos de Obras de Conservação e de Reabilitação, no ano de 2006, foram concluídas as obras de levantamento e impermeabilização dos patamares nºs 8 e 9, entre as casas 101 à 115 e 116 à 130, contemplando 30 habitações, obras que implicaram ainda a revisão total dos tubos de queda de águas pluviais e pintura das respectivas fachadas; Diversas intervenções de reparação de pequenas avarias nas tubagens de água e sistema colectivo de TV; Substituição integral das canalizações em 12 fogos propriedade do município.; Reabilitação do Parque Infantil, num investimento total de 38.734,00 € + IVA, Manutenção dos dois elevadores de acordo com o previsto e alargada a sua utilização (cerca de 90 famílias dos pisos superiores) e Substituição de placas do sistema exterior de “bardage” do edifício.

Já ao nível da Intervenção Social, realce para os 409 Atendimentos no Gabinete Social a cerca de 137 famílias; as 42 Visitas a 32 casas do Complexo Habitacional; Trabalho de sensibilização ambiental com os moradores; Distribuição do folheto sobre a “Igualdade de Oportunidades de Género”; Actualização dos ficheiros nos fogos de arrendamento; Acompanhamento de situações de vulnerabilidade económica, social e até afectiva; Trabalho porta a porta com alguns moradores a fim de os persuadir a colocarem os lixos nos espaços comuns; Promoção de diversas acções de carácter cultural e recreativo nas quais se procurou incentivar a participação dos moradores e o intercâmbio com outros bairros e instituições; Consciencialização dos moradores para o pagamento da renda, sobretudo através das publicações no boletim cultural e 26 Atendimentos com a finalidade de regularizarem as rendas.

Cifram-se em 113.642,24 € o total das despesas, tendo sido de 106.080,00 € o montante das transferências financeiras da autarquia.

Contrato-Programa para o G.D. Ribeirão

.
A Câmara Municipal deliberou na passada quarta-feira, 21 de Março, celebrar um Contrato-Programa de Desenvolvimento Desportivo com o Grupo Desportivo de Ribeirão, envolvendo uma comparticipação financeira da autarquia de 130.000,00 €.

O Contrato-Programa tem por objecto os escalões de formação daquela colectividade, fundada em 01 de Fevereiro de 1968 e para o horizonte temporal da época desportiva em curso (2006-2007).

O Grupo Desportivo de Ribeirão, movimenta 264 atletas nos escalões de formação, divididos da seguinte forma:

Juniores - 29 atletas - Campeonato Distrital da A.F. Braga
Juvenis - 25 atletas - Campeonato Distrital da A.F. Braga
Iniciados - 44 atletas - Duas Equipas no Campeonato Distrital da A.F. Braga
Infantis - 39 atletas - Duas Equipas no Campeonato Distrital da A.F. Braga
Escolas - 47 atletas - Duas Equipas no Campeonato Distrital da A.F. Braga
Escolinhas - 80 atletas - Competição não filiada (Jogos e Torneios Particulares)

domingo, março 25, 2007

18ª Edição do Rally de Vila Nova de Famalicão

.

Famalicão ocupa um lugar de relevo na história do automóvel e do desporto automóvel em Portugal.

A “Berliet”, uma das primeiras representações nacionais de automóveis instalou-se no nosso concelho em 1919. Ao volante de um Citroen C-6, o ilustre famalicense António Dias Costa daqui partiu, em 1933, naquela que foi a primeira equipa lusitana a participar no mítico Rally de Monte Carlo. Com a MABOR nasce, em 1946, a primeira fábrica de pneus em Portugal. A esta empresa se deve, aliás, a criação em 1972 do “Troféu Mabor”, o primeiro Troféu Nacional inserido no Campeonato Nacional de Ralis e precursor de tantos outros.

Desde cedo, de igual modo, tem sido o nosso concelho palco de provas do desporto automóvel. O primeiro Rali de Famalicão foi para a estrada em 1933, 22 anos antes do aparecimento do campeonato nacional. Com o patrocínio do ACP, a prova composta de quatro percursos, num total de 231 quilómetros, foi um êxito retumbante, ainda que disputada sob mau tempo.

Anos mais tarde o nosso concelho voltaria a ficar ligado à história da competição automóvel, com os dois Rallyes, patrocinados pela empresa Reguladora, a que se seguiram os Rallyes James, em 1978 e 1979.

Desde 1986 que a Secção de Desportos Motorizados do Futebol Clube do Porto vem organizando o Rally de Famalicão, transformando-o num evento de grande animação desportiva e social, ostentando o seu palmarés, nomes consagrados do automobilismo de que são exemplos José Carlos Macedo, Adruzilo Lopes, Victor Lopes e o famalicense Miguel Campos.

Pelas tradições, o elevado número de apaixonados e de praticantes do desporto automóvel no nosso concelho, é seguro que a 18ª edição do Rally de Famalicão, a contar para o Campeonato Regional de Ralis Norte, será, à imagem dos anos anteriores, marcada por uma enorme competitividade, espectacularidade e emotividade. A não perder …

OBS: Mensagem para a publicação dedicada ao Rally de Vila Nova de Famalicão

sexta-feira, março 23, 2007

“Modelo exemplar de uma Parceria Público-Privada em Portugal"

.
.
“Modelo exemplar de uma Parceria Público-Privada em Portugal, em matéria de Politica Social de Habitação”, foi desta forma que o Prof. Eugénio Fonseca, Presidente da Cáritas Portuguesa, qualificou o Acordo de Colaboração celebrado entre a Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão e a Associação de Moradores das Lameiras, para a gestão daquele complexo habitacional. A expressão foi proferida no 2º Congresso Nacional de Habitação Social. Para Eugénio Fonseca as questões que se colocam em torno da habitação social, não são uma questão de casas, mas sim uma questão de pessoas, pelo que uma politica social de habitação deve centrar-se numa politica de proximidade, de partilha e de repartição de competências que dê voz aos indivíduos, aos moradores, mas que também lhes acometam responsabilidades na gestão dos complexos habitacionais onde residam. Recorde-se que a Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, no desenvolvimento do seu programa municipal “Mudar de Casa, Mudar de Vida” destinado ao sector da habitação social, defendendo que neste sector a acção do executivo camarário deveria assentar nos princípios da responsabilização, da participação e da proximidade das pessoas, celebrou em 20 de Maio de 2004, data da transferência da propriedade do Complexo Habitacional das Lameiras, do extinto IGAPHE para o Município, um Acordo de Colaboração com a Associação de Moradores das Lameiras, tendo como pano de fundo a gestão daquele aglomerado residencial em áreas tão dispares como a recuperação e reabilitação do edificado, manutenção de espaços exteriores e áreas comuns e acompanhamento social. Este acordo tem sido anualmente objecto de sucessivas renovações, a última das quais ocorreu na reunião camarária do passado dia 24 de Janeiro que implica a transferência mensal, por parte da autarquia, da quantia de 8.972,00 € durante o ano de 2007. O 2º Congresso de Habitação Social, organizado pela CECODHAS.P – Comité Português de Coordenação da Habitação Social (Associação sem fins lucrativos que representa o sector da Habitação Social em Portugal, agregando no seu conjunto mais de 800 entidades públicas e privadas) decorreu nas instalações do Hotel dos Templários, em Tomar, nos dias 12 e 13 de Março, debruçou-se sobre o tema geral “A Sustentabilidade da Habitação Social”, contemplando diferentes espaços de reflexão e debate sobre esta matéria e suas distintas especificidades, numa abordagem mais teórica e generalizada, nas sessões plenárias, e mais técnica e pormenorizada no decorrer dos Workshops.
.

quarta-feira, março 21, 2007

Junta de Freguesia de Brufe recebe novas competências

.

Na sua reunião de hoje, a Câmara Municipal aprovou a proposta de delegação de competências na Junta de Freguesia de Brufe, que irá possibilitar a esta autarquia, a celebração de contratos de locação e ou comodato, tendo em vista a colocação de Postes Modulares de Sinalização Urbana, Mupis e Abrigos de Passageiros com empresas e outras instituições, visando a colocação daqueles equipamentos como contrapartida pela cedência dos espaços para afixação de mensagens publicitárias.

Encontram-se abrangidas pela delegação de competências as seguintes artérias: Avenida 9 de Julho; Avenida D. Afonso III, Rua Domingos Joaquim Pereira, Rua António José Faria Brandão, Rua D. Jorge Ortiga, Rua Padre Joaquim da Silva Lopes e Rua José Estêvão

segunda-feira, março 19, 2007

Rally de Famalicão 2007

.


Naquela que é a sua 18ª edição, Vila Nova de Famalicão volta a receber uma prova pontuável para o Campeonato Regional Ralis/Norte, numa organização da Secção de Desportos Motorizados do Futebol Clube do Porto com o patrocínio do Pelouro do Desporto da Câmara Municipal.

Vila Nova de Famalicão, de há muito uma referência no panorama do desporto motorizado nacional, abre já no próximo sábado, dia 24 de Março, pelas 14.30 horas, a temporada em pisos de terra, onde são esperados três dezenas de equipas, naquela que é considerada uma das provas mais competitivas do calendário regional.

A prova conta com uma etapa, dividida por duas classificativas a percorrer por duas vezes: 35,86 kms cronometrados, no total de 97,61 kms, incluindo o percurso de ligação.

O seu figurino sofreu ligeiras alterações. Ao contrário das edições anteriores a partida far-se-à da Praça Cupertino de Miranda e a chegada junto aos Paços do Concelho. A especial de Calendário/Fradelos foi encurtada em cerca de 600 mts, terminando na recta que antecede o asfalto, após a passagem do túnel da Auto-Estrada Famalicão-Póvoa de Varzim. Requião/Telhado é a especial que sofreu maiores alterações, tornando-se a mais longa da prova, retomando o final de jornadas mais antigas.

Tal como nas anteriores edições, o Rally de Famalicão volta a contemplar uma prova extra, onde são admitidas todas as viaturas que estejam de acordo com as especificações para os Campeonatos Nacional de Rallyes, Open de Rallyes, Clássicos de Rallyes e Troféus Monomarca. Nesta prova extra é habitual a presença de pilotos e carros vistos em provas do nacional, tornando esta prova mais atractiva, mais espectacular e emotiva não só para quem participa, mas sobretudo para quem vem assistir ao rally.

Campeonato Nacional de Trial Indoor

.

Sob a égide da Federação Nacional de Motociclismo e no ano que irá consagrar o primeiro campeão nacional de Trial Indoor (nos dois últimos anos, esta modalidade teve apenas o estatuto de Troféu Nacional) Vila Nova de Famalicão, recebe no próximo dia 24 de Março, sábado, pelas 21.00 horas, a 5ª prova desta vertente do Trial luso.

O Campeonato Nacional de Trial Indoor é composto por seis provas: Paços de Ferreira, Porto, Oeiras, Aveiro, Vila Nova de Famalicão e Paredes.

Com uma duração prevista de duas horas, o 2.º Trial Indoor de Vila Nova de Famalicão contará com a presença dos melhores pilotos nacionais da modalidade, que vão enfrentar a pista do Pavilhão Municipal com novos, difíceis e espectaculares obstáculos.

O campeoníssimo André Garcia, que há 14 anos consecutivos, monopoliza os títulos nacionais de Trial (ou seja, desde o lançamento da modalidade em Portugal) e agora a correr com motos da Scorpa, parte como o grande favorito, adivinhando-se porém muito forte a concorrência em prova.

O 2º Trial Indoor de Vila Nova de Famalicão é uma organização da empresa “No Limite”, com o apoio do Pelouro do Desporto da Câmara Municipal.

Os ingressos para esta espectacular prova custam 3 euros para adultos, 2 euros para os portadores do Cartão Jovem Municipal e são grátis para crianças até aos 10 anos, quando acompanhadas de adultos, podendo ser adquiridos antecipadamente na Casa da Cultura e El Corte Inglês ou, no próprio dia, nas bilheteiras do Pavilhão Municipal.

Campeonato Regional de Alex-Ryu-Jitsu – Light Contact

.

O Pavilhão Municipal em Delães, recebeu no passado sábado, 17 de Março, o Campeonato Regional de Alex-Ryu-Jitsu – Light Contact, nos escalões de Juniores e Seniores, Classe A e Classe C, envolvendo a participação de cerca de 90 atletas.

A prova que, de igual modo, serviu como a primeira fase de apuramento para o Campeonato Nacional, foi uma organização da Associação de Artes Marciais de Vila Nova de Famalicão, Associação Portuguesa de Karaté Alex Ryu Jitsu, sob a égide da Federação de Karaté e Desportos de Combate de Portugal, com o apoio do Pelouro do Desporto da Câmara Municipal.

4º Torneio de Atletismo da EB 2,3 D. Maria II

.

Com o apoio do pelouro do Desporto da Câmara Municipal e à semelhança dos anos transactos, a Escola Básica dos 2º e 3º Ciclos D. Maria II, de Gavião, realizou no passado dia 14 (quarta-feira), o 4º Torneio de Atletismo inserido no âmbito do Desporto Escolar do CAE de Braga destinado a mais quatro Escolas: Externato Infante D. Henrique, EB 2,3 de Celeirós, EB 2,3 Padre Benjamim Salgado e EB 2,3 de Póvoa de Lanhoso.

No torneio, que contemplou diversas especialidades do Atletismo, participaram cerca de 150 alunos, de ambos os sexos, entre os 10 e os 15 anos.

quarta-feira, março 14, 2007

Desporto Famalicense Galardoado

.
Vila Nova de Famalicão foi um dos concelhos do Minho, mais galardoado na X Edição dos Troféus Desportivos “O Minhoto”, que decorreu na passada segunda-feira (12 de Março) no município de Arcos de Valdevez, arrecadando quatro dos vinte e oito prémios em disputa.
.
Pedro Faia / Grupo Desportivo de Natação / Treinador

Tiago Machado (Carvalhelhos-Boavista) – Ciclismo

Prova de Atletismo Famalicão-Joane (ATC) – Evento Desportivo

F.C. de Famalicão – Clube de Fomento Desporto Jovem

2º Congresso de Habitação Social

.

Terminou no dia de ontem, o 2º Congresso de Habitação Social, organizado pela CECODHAS.P – Comité Português de Coordenação da Habitação Social (Associação sem fins lucrativos que representa o sector da Habitação Social em Portugal, agregando no seu conjunto mais de 800 entidades públicas e privadas) que durante dois dias decorreu nas instalações do Hotel dos Templários, em Tomar, nos dias 12 e 13 de Março.

Nesta sua segunda edição, o Congresso debruçou-se sobre o tema geral “A Sustentabilidade da Habitação Social”, contemplando diferentes espaços de reflexão e debate sobre esta matéria e suas distintas especificidades, numa abordagem mais teórica e generalizada, nas sessões plenárias, e mais técnica e pormenorizada no decorrer dos Workshops.

As matérias em debates abordaram os seguintes temas:
  • Evolução legislativa na União Europeia em matéria de habitação social
  • Critérios de sustentabilidade ambiental de reabilitação de Bairros Sociais - Tomada de decisão e gestão geral de processos
  • Justiça social no acesso à habitação - Promoção e gestão das mobilidades
  • Metodologias de intervenção em áreas urbanas de vulnerabilidade crítica - Modelo de gestão e governança
  • Eficiência energética na construção e reabilitação do edificado - Soluções técnicas e compromissos
  • Gestão das Necessidades - Impacto das alterações demográficas
  • Perspectivas para o futuro.

Jorge Paulo Oliveira, em nome da Associação Portuguesa de Habitação Municipal (APHM), moderou o workshop dedicado ao tema “Arquitecturas financeiras - Conjugação de fontes de recursos”.

sábado, março 10, 2007

Aprovadas as Férias Desportivas e Recreativas da Páscoa

.
.
A grande adesão por parte das crianças e a satisfação dos pais e encarregados de educação, verificadas em anteriores edições desta iniciativa, voltada para a salutar ocupação dos tempos livres das crianças em período de férias escolares, fundamentou a aprovação, por unanimidade, da proposta do programa das Férias Desportivas e Recreativas da Páscoa deste ano, na última reunião camarária, ocorrida no passado dia 7 de Março.

Esta iniciativa que irá decorrer entre 27 e 30 de Março, apresenta um cartaz de actividades voltadas não só para a prática desportiva, mas de igual modo, para as actividades lúdicas e de animação.

As actividades desportivas passam pelas modalidades do Futebol, Basquetebol, Voleibol e Badminton, todas a decorrer no Pavilhão Municipal da cidade.

O Super Parque de Insufláveis, a exibição de uma Peça de Teatro Infantil, promovida pela CIOR, um Festival de Magia, uma sessão de Cinema e a deslocação ao parque de diversões da Bracalândia, na vizinha cidade dos arcebispos, preenchem o cartaz das actividades lúdicas e de animação.

A participação prevista, tendo em conta a média de participações das últimas edições, é de 800 jovens, sendo o valor da taxa de inscrição de 5,00€ por participante.

Apoio financeiro para o Ninense

.
A Câmara Municipal deliberou na sua reunião da passada quarta-feira, 7 de Março, comparticipar em 15.000,00 € a Associação Desportiva Ninense, tendo em vista as obras de melhoramentos das instalações desportivas desta colectividade, designadamente a construção de novas casas de banho, novas bilheteiras, “lojinha do clube” e melhoramentos do bar, num investimento orçado em 27.300,00 €.

segunda-feira, março 05, 2007

"O Minhoto" 2007

.

A entrega dos troféus “O Minhoto”, iniciativa que visa reconhecer e premiar publicamente o mérito de atletas, clubes, treinadores, árbitros, dirigentes e eventos desportivos que mais se destacaram no seio das suas modalidades na região do Minho, ocorre no próximo dia 12 de Março, em Arcos de Valdevez, na Quinta Parada do Vez.

Nesta sua décima edição, os 71 órgãos de comunicação social nacionais e regionais que integram o júri, vão decidir a atribuição de um total de 28 prémios, distribuídos por diferentes categorias.

De Vila Nova de Famalicão, os nomeados finais, são:

  • Cláudia Pereira (SC Braga) – Atletismo
  • Tiago Mahado (Carvalhelhos-Boavista) – Ciclismo
  • Paulo Araújo (G.D. Natação) – Natação
  • José Brandão (Riba de Ave Hóquei Clube) – Dirigente Desportivo
  • Pedro Faia (G.D. Natação) – Treinador
  • Alexandre Carvalho (Karaté) – Consagração
  • Futebol Clube de Famalicão – Clube de Fomento Desporto Jovem
  • Associação Teatro Construção – Clube ligação Desporto/Cultura
  • Prova de Atletismo Famalicão-Joane (ATC) – Evento Desportivo
  • Miguel Campos (automobilismo) – Grande Prémio do Júri Individual
  • G.D. Natação – Grande Prémio Júri Colectivo

domingo, março 04, 2007

Escaladas ao topo do mundo pela voz de João Garcia

.

Numa iniciativa do Pelouro da Juventude, o Salão Nobre da Universidade Lusíada de Vila Nova de Famalicão, recebeu na passada terça-feira, dia 27 de Fevereiro, o alpinista português João Garcia, que se tornou conhecido por ser o primeiro português a subir ao Monte Everest, o cume mais alto do planeta, sem recurso a oxigénio artificial e sem carregadores de altitude.

Com uma plateia maioritariamente jovem, João Garcia contou algumas das suas aventuras e da sua paixão por escalar montanhas, exibiu um documentário sobre a expedição à montanha de Kanhchenjunga, ocorrida no ano passado (António Coelho, mais conhecido por Tozé, também presente na palestra, acompanhou João Garcia nesta expedição mas não chegou ao cume da montanha, tendo, por razões de saúde, sido evacuado de helicóptero), apresentou o seu segundo livro “Mais Além - Depois do Evereste", (em 2001, havia lançado "A mais alta solidão"), concedeu dezenas e dezenas de autógrafos e deixou-se fotografar ao lado de todos aqueles que o desejaram.

ALGUNS EXTRACTOS DA PALESTRA

“Não posso descrever algo como paz interior ou grande paz de espirito. É sobretudo, muito cansativo, muito perigoso e muito dificil escalar aquelas montanhas. Esta é que é a triste conclusão. Não há nada de filosófico naquilo que faço. É um mero objectivo de ir mais além e que me faz sentir realizado”. (questionado sobre a sensação de atingir o cume da montanha)

“Escalar montanhas é uma coisa muito pessoal. Quando me perguntam porque o faço, eu respondo porque sim, porque a montanha está ali. A dada altura, as nossas vidas apenas começam a fazer sentido por escalarmos montanhas”.

"Acho que há dois propósitos básicos para este previlégio de termos vida: o primeiro é para nos reproduzirmos para dar continuidade à espécie humana; o segundo é sermos felizes, e eu sou feliz a escalar montanhas. É isso que me realiza, apesar de aos olhos de muitos isso não ser sensato".

"Escalar montanhas é a empresa da minha vida. Quando o digo não estou muito longe da verdade, porque montar uma equipa, motivar as pessoas, treinar e organizar a expedição é como montar uma empresa. A diferença é que esta não dá lucro, mas dá-me um gozo tremendo”.

"Existe um risco elevado, mas muitas vezes esse perigo, na nossa forma de ver, não é igual ao risco das pessoas não praticantes”.

"Saímos do último acampamento (nos 7500 metros) para ir ao cume (nos 8500 metros) e essas 20 horas de expedição são as mais delicadas. Acima dos 7500 metros estamos sempre em risco de vida. O ar é extremamente seco e rarefeito, o que obriga o organismo a respirar seis vezes mais e a perder seis vezes mais líquidos que o normal. Com o organismo desidratado o nosso sangue torna-se mais espesso e a circulação nas extremidades mais deficiente. Em casos extremos essa circulação pára e as células morrem”.

"Emagrecemos em média um quilo por semana. Essa é uma das razões pelas quais não tem sentido que uma expedição dure mais de um mês".

"Sempre que a equipa desce ao campo base (localizado a um altitude de 5 mil metros) não é para descansar. Tem o único objectivo de diminuir a taxa de degradação corporal, mas mesma aí estamos sempre a perder”.

"Ui, tantas vezes, mas isso é típico do ser humano. O problema é que quando estamos cá em baixo só pensamos em chegar lá cima” (questionado sobre se alguma vez pensou em desistir).

"Determinação e força de vontade. É algo invisível, mas sem isso nada é possível. Para que uma expedição seja bem sucedida tenho de me sentir decidido desde que saio de casa". (questionado sobre qual o utensílio que coloca em primeiro lugar na sua bagagem).