sexta-feira, abril 13, 2007

"Desporto para Todos", foi tema de palestra na Quinzena da Juventude

.


Diana Guimarães, medalha de ouro e bronze, nas provas de 50 metros bruços e costas, respectivamente, no último Campeonato Mundial para deficientes, que decorreu em Durban, na África do Sul, foi uma das oradoras convidadas da palestra “Desporto para Todos” que decorreu antes de ontem no Pequeno Auditório da Casa das Artes, inserida na programação da Quinzena da Juventude, edição 2007, que decorre até ao próximo domingo.

A nadadora Para Olímpica do Futebol Clube do Porto, que sofre de paralisia cerebral, esteve acompanhada da sua treinadora Prof. Helena Alves. Presenças ainda de Paulo Araújo, o jovem nadador famalicense, do Grupo Desportivo de Natação e da Drª Anita Costa da Associação Nacional de Desportos para Deficiência Mental (ANDDEM).


Os palestrantes falaram das suas experiências, das dificuldades, das barreiras e obstáculos com que se deparam, das metas e ambições que prosseguem, das especificidades dos treinos a que estão obrigados. Tronco comum em todas as intervenções foi o papel fundamental que os pais assumem na construção de carreiras desportivas e das qualidades necessárias como a coragem, a persistência e o espírito de sacrifício para singrar na competição dita “normal” ou “adaptada”.

Não perdendo de vista que 2007 é o Ano Europeu da Igualdade de Oportunidades para Todos, os palestrantes deram a conhecer as suas opiniões sobre o caminho já percorrido, mas sobretudo o muito que ainda falta percorrer para que a máxima “Desporto para Todos”, seja uma realidade efectiva, numa sociedade que está a receber melhor os indivíduos com deficiência mas onde ainda persistem gritantes marginalizações, sublinhando a necessidade de uma maior número de iniciativas, publicas e privadas, que potenciem a mudança de mentalidades e contribuam para a integração social de pessoas com deficiência, assumindo-se o desporto, como um dos melhores instrumentos para o efeito.


Sem comentários: