quinta-feira, maio 28, 2009

25ºAniversário da Associação de Moradores das Lameiras

Mais de três centenas de pessoas participaram na passada segunda-feira, 25 de Maio, na sessão solene e no jantar comemorativo dos 25 anos da fundação da Associação de Moradores das Lameiras.

Na sua intervenção, Armindo Costa, Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, considerou que a vida da instituição foi marcada por dois momentos “O primeiro momento aconteceu em Maio de 1984, quando foi fundada a Associação de Moradores das Lameiras” e o “segundo momento, aconteceu 20 anos depois, em Maio de 2004, quando a Câmara Municipal assumiu a gestão da Urbanização das Lameiras”, que possibilitou a assinatura de um “Acordo de Colaboração com a Associação de Moradores das Lameiras, para a gestão do complexo habitacional, e realizar uma série de intervenções no edifício e nos espaços envolventes que vieram melhorar a qualidade de vida dos moradores”.

Armindo Costa fez referência aos investimentos da autarquia durante os últimos sete anos e meio à frente dos destinos da autarquia em matéria de habitação social e requalificação urbana daquele complexo habitacional, que totalizam a quantia de um milhão e 535 mil euros, uma média de 561 euros por dia, investimento feito através de transferências financeiras regulares, de transferências para a realização de obras de reabilitação do edifício e criação de espaços para as crianças e jovens, de obras de reabilitação urbana na Avenida Humberto Delgado, que valorizaram as lojas comerciais e de obras de recuperação de habitações, entre outros investimentos.

“A AML – Associação de Moradores das Lameiras, nasceu no Complexo Habitacional das Lameiras, na freguesia de Antas, cidade de Vila Nova de Famalicão, um quarteirão de que fazem parte 290 habitações sociais, 30 lojas comerciais, o “Espaço Social, Desportivo e Cultural da AML” e as antigas instalações do Centro Social e Comunitário da própria Associação, no rés-do-chão de dois blocos habitacionais, contíguos à rua da Associação de Moradores das Lameiras, com a frente voltada para o recinto com o mesmo nome. Este Centro passou a dispor de instalações definitivas em 2003, no topo norte da rua da Associação de Moradores das Lameiras e Avenida do Brasil. Naquele Complexo Habitacional, residem cerca de 1500 pessoas distribuídas por mais de 320 famílias dado que algumas delas coabitam na mesma habitação. A AML, não limita a sua acção apenas aos residentes daquele Aglomerado Habitacional, mas desenvolve uma actividade alargada de intervenção social, cultural e desportiva na cidade de Vila Nova de Famalicão, no Vale do Ave, no país e em intercâmbios com instituições de outros países”.

Sem comentários: