sexta-feira, junho 29, 2007

Festival do Este (Conferência de Imprensa)

.

A Secção de Juventude da Associação Social de Gondifelos (ASGON), o Pelouro da Juventude da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão e a Banzé – Management e Agenciamento, apresentaram ontem em Conferência de Imprensa, realizado no Parque de Campismo de Gondifelos, a edição 2007 do Festivel do Este.

Texto da Conferência de Imprensa

A promoção da capacidade organizativa e empreendedora dos jovens é um dos grandes objectivos do Pelouro da Juventude da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão.

O Festival do Este é um belíssimo exemplo dessa capacidade empreendedora e organizativa dos mais jovens.

Trata-se de um evento organizado por jovens Famalicenses, de Gondifelos, que tem como grande motivação a realização de uma iniciativa dirigida aos jovens do seu concelho, a democratização de um evento que nem sempre é acessível a todos, quer pelos preços, quer pela sua localização e, a valorização e dinamização de um espaço – o Parque de Campismo de Gondifelos - que é de todos, e por isso, deles também.

O Festival do Este é, assim, um evento que utilizando a música e a natureza como elemento conciliador, como muitos outros festivais, é absolutamente único, na medida em que não tem objectivos lucrativos ou de promoção de marcas. Tendo em atenção os preços praticados, tem, inclusivamente, uma vertente social e socializadora.

Outra particularidade é o facto do cartaz do Festival ser exclusivamente nacional. Com uma área de concertos e uma área de dança, todas as bandas e Dj’s presentes são Portugueses. Da música electrónica ao Hip-Hop e Pop-rock, o Festival do Este é diversificado, trazendo até nós, tanto artistas recentes do panorama nacional como outros, de longa carreira, disso sendo exemplo os tão conhecidos Rádio Macau.

Assim, no dia 13, sexta-feira, a abertura do palco ficará a cargo das bandas Touareg e Orangotang. Trata-se de duas jovens bandas nortenhas, de Vila do Conde e Mondim de Basto, respectivamente, que trarão a este Festival os novos sons do Rock Alternativo português.

Dispensando apresentações, Rádio Macau, mítica banda do pop nacional, são o “cabeça de cartaz” de sexta-feira treze. Prestes a lançar um novo álbum, os Rádio Macau apresentarão no Festival do Este algumas das suas novas musicas. São já muitos os que os aguardam, também para recordar inesquecíveis temas como “amanhã é sempre longe demais”, “anzol”, “holandês voador” entre muitos outros. Será certamente por isso uma noite de “casa cheia”, com um público inter-geracional, para assistir a um dos grandes nomes do Pop português.

A noite de treze continuará no espaço de dança com os Dj´s Carlos Manaça e Tiago AZ. Carlos Manaça é um dos distintos DJ’s da noite nacional, que marca habitualmente presença nas melhores discotecas do país, tendo passando também pelos mais referenciados festivais nacionais dos últimos anos. Tiago AZ, bem conhecido dos jovens Famalicenses, é o DJ residente da discoteca Pedra do Couto, em Santo Tirso, sendo presença assídua nos eventos nocturnos do norte do País.

No sábado catorze, o palco do Festival do Este recebe novamente grandes promessas do Rock Alternativo nacional. A abrir Alison Bentley e Linda Martini.

Os primeiros já nossos conhecidos, de Famalicão e assumem-se como “não sendo a salvação do rock, nem pretendem dar uma lufada de ar fresco na cena musical … andam a recuperar o espírito funk dos anos setenta”.

Desde 2001, deram já mais de 30 concertos por todo o país e tiveram o seu grande reconhecimento vencendo, de entre 160 participações, a primeira edição do concurso de bandas “Estado da Nação”, que se realizou o ano passado na Casa da Música.

Linda Martini, é também uma das mais recentes revelações nacionais. Marcaram presença no prestigiado festival Super Bock Super Rock em 2006. Estarão presentes novamente na edição deste ano desse festival e, do não menos prestigiado Festival do Sudueste. É a prova que se trata de uma banda de grande qualidade e do agrado do público jovem.

A fechar da melhor forma, o Festival do Este apresenta o melhor do Hip-hop nacional. Samuel Mira, ou melhor, Sam The Kid é incontornavelmente uma referência do panorama do hip-hop que se ouve em Portugal. Passou recentemente pelo festival “Oeiras Alive” e marcará presença também no “Festival do Sudoeste 2007”. É mais uma grande prova da qualidade deste Festival.

A noite deste dia é assegurada pela Rádio 93,5 FM. A “nove três cinco”, é uma rádio direccionada ao público jovem e à cobertura de acontecimentos nocturnos no norte do país. Participa e colabora em diversos eventos e, apresentará na área de dança os Dj´s Marcelo Alex e Pedrinho, bem como, toda uma envolvente de animação circense.

Contudo, a animação deste evento não passa exclusivamente pelos concertos noite dentro. Alem dos espectáculos, a organização oferece passeios de BTT e desportos radicais (slide, escalada e rappel), durante os dias de sábado e domingo. Embora de forma ligeira a musica não abandonará, durante o dia, aqueles que aqui se instalarem. A tarde de sábado será assim animada pelo Dj Baco.

Os “festivaleiros” do Vale do Este, podem contar com um festival de elevada qualidade, num ambiente atractivo e saudável, com muita animação e a garantia de condições de higiene, segurança e serviços de apoio necessários.

Tem a oportunidade de assistir a grandes nomes do Pop, do Rock e do Hip-hop nacional, só possível em festivais de grandes dimensões com custos bem mais reduzidos.

Os preços para este festival são de 6,00€ para um dia e, 10,00€ para os dois dias.

A primeira edição deste festival, no ano passado, foi por nós considerada bastante positiva. Verificou-se que decorreu com normalidade e tranquilidade, tendo sido bem aceite pela vizinhança. Contou com uma afluência de público bastante razoável. Teve uma activa participação dos jovens da freguesia, na qualidade de voluntários colaboradores, e não houve derrapes orçamentais. Percebeu-se assim, que na generalidade, se tratou de um evento satisfatório a todos os níveis, capaz de satisfazer um anseio ao nível da comunidade jovem à muito reclamado, sendo que, se percebeu também a necessidade de evoluir e ganhar dimensão, de forma sustentada, sem querer competir com outros restantes festivais de dimensão nacional.

Assim, naturalmente que esta Câmara Municipal reconhece o esforço e o empenho desta organização e os princípios que a orientam, e como tal, é com agrado que a ela se associa.

De forma sustentada e responsável, queremos também que o Festival do Este se assuma como um evento regular, sempre organizado por jovens Famalicenses que se envolvam voluntariamente nessa organização.

Um festival, que não prossegue o lucro, nem copia o formato de outros festivais de grande dimensão.

Um festival que seja uma marca do emprendedorismo dos jovens Famalicenses e da sua acção cívica e voluntária.

Queremos um festival com identidade própria. Que passe além da musica. Que seja alternativo e acessível à bolsa de todos.

Sem comentários: