domingo, fevereiro 15, 2009

Associação Museu da Guerra Colonial inicia novo mandato

Na passada quinta-feira, 12 de Fevereiro, foram eleitos por unanimidade os novos órgãos sociais da Associação Museu da Guerra Colonial. Anquises Carvalho, continua a presidir aos destinos da Direcção, para mais um mandato que se prolongará por três anos (2009-2011).

A Câmara Municipal está representada nos novos órgãos sociais pelos Vereadores da Educação e Cultura (Vogal da Direcção), Habitação, Juventude, Desporto, Trânsito e Transportes (Secretário da Mesa da Assembleia Geral) e Artur Sá da Costa.

.

DIRECÇÃO

Presidente – Anquises Barbosa de Carvalho

Vice-Presidente – José Manuel Lages

Secretário – Augusto Correia da Silva

Tesoureiro – Manuel da Rocha Ferreira

Vogal – Leonel Rocha

.

MESA DA ASSEMBLEIA GERAL

Presidente – José da Silva Ferreira

Secretário – Jorge Paulo Oliveira

Vogal – António Soares Rodrigues

.

CONSELHO FISCAL

Presidente – Israel Campos Pereira

1º Secretário – Artur Sá da Costa

2º Secretário – Fernando Gomes de Carvalho

.

“A história do Museu da Guerra Colonial começou a desenhar-se durante o ano lectivo de 1989/90, quando trinta alunos oriundos de várias freguesias dos concelhos de Vila Nova de Famalicão, Barcelos e Braga participaram num projecto pedagógico-didáctico conjunto a que chamaram “Guerra Colonial, uma história por contar”.

Em 1992, iniciou-se um trabalho de colaboração com a Delegação da Associação dos Deficientes das Forças Armadas (ADFA) de Vila Nova de Famalicão, em que foram efectuados novos estudos regionais com base nos arquivos e membros desta instituição, bem como foi ampliada a exposição com a integração de novos estudos e materiais. Como resultado desta colaboração, a exposição percorreu vários eventos culturais e várias localidades.

Finalmente, em Maio de 1998, foi celebrado um protocolo de colaboração entre a Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, Delegação da ADFA de Famalicão e Externato D. Henrique de Ruilhe de Braga, que serviu de acto solene e formal para a criação do Museu da Guerra Colonial.”

Sedeado actualmente no Centro Coordenador de Transportes, o Museu vai ser transferido ainda este ano para um pavilhão do Lago Discount, o que irá permitir a sua expansão, modernização e desenvolvimento. O novo espaço terá cerca de 1500 metros quadrados, sendo que numa primeira fase será instalado em 500 metros quadrados estando ali já parte das estruturas.

Sem comentários: