terça-feira, janeiro 05, 2010

Barómetro: Dívida externa "custa" 396 dias


Em Setembro de 2009, os portugueses precisavam de trabalhar, um ano e 31 dias para liquidar a totalidade da dívida do País ao estrangeiro. Mais dois meses do que em igual mês em 2008.
Os empréstimos pedidos ao estrangeiro excedem em 8,6% o produto interno bruto (PIB), ou seja a riqueza produzida pelo país. Um défice que vai pressionar a dívida pública, obrigando a contrair mais empréstimos externos. No total, em Setembro, a administração pública já devia 86,4 mil milhões de euros ao estrangeiro, 53% do PIB, um aumento de 16% em relação a 2008.
Nos primeiros nove meses de 2009, a dívida externa (Estado, Empresas e Famílias) era de 108,6% do PIB, utilizando cálculos conservadores. Ou seja a factura ascende a 177,3 mil milhões de euros, de acordo com dados do Banco de Portugal, contraída na forma de empréstimos e em títulos do Estado, adquiridos pela banca internacional.

Sem comentários: