quinta-feira, agosto 28, 2008

Ocupação de Tempos Livres úteis à comunidade

Com idades compreendidas entre os 12 e os 25 anos, cinquenta e dois jovens famalicenses, integraram os Projectos de Ocupação de Tempos Livres, promovidos pela Câmara Municipal em parceria com o Instituto Português de Juventude, proporcionando assim aos jovens uma forma diferente de ocuparem os seus tempos livres em tempo de Verão, potenciando a sua capacidade de intervenção e de participação social e cívica. Participando em projectos úteis à comunidade, os jovens famalicenses que integram estes programas, usufruíram simultaneamente de novas experiências, adquirem novos conhecimentos e novas competências. Desporto, Protecção Civil, Defesa da Floresta, Animação Comunitária e Diálogo Intercultural, foram as áreas de actividade propostas pelo Pelouro da Juventude e aprovadas pelo IPJ. No Desporto, sob o signo de “Verão Desportivo”, a actividade decorreu no Complexo das Piscinas Municipais da cidade, proporcionando a três jovens o contacto directo com a dinâmica dos serviços, apoio e acompanhamento à organização e funcionamento deste espaço desportivo, tudo também com o objectivo de fomentar hábitos desportivos e de vida saudável. No apoio à vigilância florestal - "Jovens Voluntários para as Florestas" - e à protecção civil - "Colaborar faz Falta", 44 jovens prestaram um relevante serviço cívico cuidando da floresta e garantindo o futuro colectivo. Acompanhamento e implementação de actividades capazes de explorar os benefícios da diversidade cultural, remover o encorajamento para a cidadania europeia, fomentar o esbatimento de assimetrias e barreiras culturas e o enriquecimento dos conhecimentos e valores culturais, foi o desafio de dois jovens, no projecto “Interculturalidades na Casa” que decorreu na Casa da Juventude, sob a temática do Diálogo Cultural. Finalmente, no campo da Animação Comunitária, desenvolvido na Urbanização da Cal, empreendimento de habitação social do município, três jovens preencheram o projecto “Férias Divertidas”, traduzido na organização de ateliers de actividades lúdico-pedagógicas e recreativas, capazes de proporcionar o enriquecimento pessoal e desenvimento humano através do intercâmbio com jovens de contextos sociais desfavorecidos. Os projectos decorreram nos meses de Julho e Agosto, em períodos diferentes, com uma duração mínima de 10 dias, sendo que o programa diário de cada um dos projectos teve a duração mínima de três horas e máxima de cinco horas. Cada um destes jovens voluntários, beneficiou de um seguro de acidentes pessoais e uma bolsa horária tendo direito no final da “missão” a um certificado de participação.

Sem comentários: