quinta-feira, outubro 26, 2006

Casa da Juventude

.
Por proposta do Pelouro da Juventude, a Câmara Municipal deliberou na sua reunião de hoje, a abertura de concurso limitado sem publicação de anúncio, tendente à realização de obras de requalificação da Escola Primária do Castanhal, na freguesia de Brufe, tendo em vista a sua adaptação para a instalação provisória da Casa da Juventude. O executivo camarário, dada a impossibilidade prática de concretizar a instalação desta infra-estrutura no Edifício da Família Sousa Fernandes, já que se encontra pendente um processo expropriativo do rés-do-chão daquela edificação, decidiu avançar para a instalação provisória daquela infra-estrutura (um dos compromissos eleitorais da coligação) que representa uma velha aspiração da juventude famalicense. Na proposta submetida a apreciação, o executivo justifica aquela opção com o facto de a Casa da Juventude dever ser interpretada “…sobretudo como um espaço político, mais do que um espaço físico, impulsionador de toda a acção e iniciativa de juventude, que tutele toda a acção, dinâmica e organização inerente à implementação das políticas autárquicas de juventude” e que, com esta instalação, ainda que a título provisório, “… permitirá desde logo, criar novas e melhores condições de valorização da capacidade criativa e de iniciativa dos jovens, de mobilidade, intercâmbio, conhecimento e novas experiências, promovendo uma cultura de ociosidade saudável e de desenvolvimento humano, social e cultural dos jovens famalicenses”. Ainda que as instalações provisórias não possuam a dimensão projectada para a Casa da Juventude definitiva, o novo espaço permitirá desde logo receber um centro de documentação e de informação juvenil, possibilitar a realização de reuniões das associações que não possuam sede, acolher as reuniões do Conselho Municipal de Juventude, acesso a uma videoteca, audioteca e Internet e desenvolver todo um conjunto de iniciativas desde workshops, acções de formação, exposições, etc … A experiência colhida na gestão destas instalações provisórias servirá ainda para aprimorar o modelo de gestão da futura e definitiva Casa da Juventude. A escolha da Escola Primária do Castanhal justifica-se pelo facto de estar inserida no perímetro urbano da cidade, primar por uma boa localização e acessibilidade, aproveitando um edifício tão característico, extraordinário e desocupado.

Sem comentários: